MENU

Anterior

Você deveria tosar o seu cão no verão?

Próxima

Próxima

Mais de 30 filhotes de elefantes foram sequestrados no...

Próxima

31/12/2014 Comentários (0) Visualizações: 9678 Bio Florais, Cachorros, Problemas De Comportamento, Projetos Especiais

4 passos para acostumar o cão aos fogos

O medo de fogos de artifícios e rojões é uma fobia bastante comum em cães, que ocorre tanto por conta das luzes brilhantes, como por conta do ruído alto e repentino. Para muitos cães, esse tipo de situação é uma novidade desconhecida e assustadora, sendo que até mesmo os cães mais confiantes podem vir a apresentar sinais de ansiedade e de insegurança, tais como tremer, babar e se esconder, durante as festas de final de ano.  Portanto, não puna um animal em situação desse tipo, pois reações como tentar fugir nada mais é do que um mecanismo de defesa natural aos cães quando eles sentem que seu bem estar pode estar em risco.

Por isso, é essencial adotar algumas práticas para amenizar o estresse e desconforto de seus cachorros durante festas com fogos.  Confira os 4 passos abaixo.

cao-medo-fogos.jpg

Escolha um local calmo para o cão ficar

Você deve providenciar um local mais reservado e longe dos fogos, aonde o cachorro se sinta seguro. Só assim o pet poderá ficar mais confortável durante os fogos. Caso o local escolhido seja novo para o cão, o cachorro deve ser familiarizado no ambiente.

Nesse caso, donos devem apresentar o cão ao local antes dos fogos.  Para que o cachorro crie uma associação positiva, as experiências neste local devem ser boas.  Coisas como dar petiscos, brincar e fazer carinho dentro do local ajudam o cão a criar uma associação positiva.

Nos casos em que não há opção de remover o cachorro do barulho dos fogos, tente distrair o cão.  Vale notar que um cachorro cansado e focado em algo sem ser os fogos sente foca menos nos barulhos do que um focado somente nos fogos.

Prepare o seu cachorro

A melhor maneira de preparar o seu cão para tolerar o barulho de fogos de artifícios e os rojões é familiarizar o cachorro com a situação. Uma boa maneira de fazer isso é treinar apresentar o som de fogos em volumes baixos e gradativamente aumentar o volume. Procure o som na internet e faça isso alguns meses antes do atual evento.

De forma associar os fogos com algo positivo, você pode optar por apresentar os sons antes de fazer algo agradável, como caminhar ou comer.  Desta forma, o cachorro aprende que depois que escuta os sons dos fogos, algo positivo acontece, assim criando uma associação positiva.

No paralelo, uma boa dica é utilizar florais para medo durante alguns meses antes do evento.

Gaste a energia de seu cão antes dos fogos

Se o cachorro for passar as férias com o dono em um lugar bem movimentado e agitado, o recomendável é esgotar as energias do cão anteriormente. Seja por meio de passeios ou brincadeiras, o cão ficará mais relaxado e satisfeito após a atividade física e mental. Também é importante o dono passar confiança e estabelecer uma comunicação com o seu animal durante os fogos, para acalmar o seu cachorro.

Em casos extremos consulte um veterinário e profissional em comportamento

Alguns cães têm verdadeiro pavor de barulhos de fogos e rojões. E por mais que o dono tente treiná-lo, o animal já apresenta trauma. Nesses casos é recomendável consultar um médico veterinário para buscar uma medicação que ajude o cão a ficar mais tranquilo e/ou um profissional em comportamento, para tornar essa experiência em uma associação positiva. Vale a pena ressaltar que estresse ou ansiedade demais faz muito mal à saúde do cachorro.

Foto: Andrewr via flickr / CC BY 2.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *