MENU

Anterior

Você deveria tosar o seu cão no verão?

Próxima

Próxima

Cães para adoção são assassinados em MS

Próxima

24/09/2013 Comentários (0) Visualizações: 542 Cachorros, Curiosidades, Notícias, Vale A Pena Ver

Os cachorros mais caros do mundo

mastim-tibet-web-3.pngO Mastim Tibetano, raça de cachorro conhecida pelo seu tamanho e força, se tornou um símbolo de status para os novos ricos da China.

O cachorro substituiu os carros de marca e jóias, que antes eram usados pelos Chineses como forma de mostrar sua riqueza.

Cachorros, antes banidos no país, marcam, inclusive, o bom momento econômico vivido atualmente na China, onde pessoas que viviam sob condições muito pobres se encontram em uma situação financeira mais favorável e agora podem, inclusive, manter cães em suas residências.

Por conta das políticas de controle populacional do governo chinês, que estabelece o limite de um filho por família, o cachorro ocupa a posição de “irmão” para filhos únicos e “filho” para pais cujos filhos já saíram de casa, tornando-se assim uma parte importante da família. Foto: Ed Jones

Big Splash, vendido por US$1.500.000

Em 2011, um exemplar da raça Mastim Tibetano, Big Splash (ou Hong Dong em Chinês), foi vendido por US$1.500.000 para um comprador no Norte da China.  De acordo com o seu criador, o Big Splash é um exemplar perfeito da raça.  Enquanto um Mastim Tibetano adulto pesa entre 64 e 77 quilos, o Big Splash, com somente 11 meses de idade, pesava 82 quilos.  Com isso acredita-se que esse cachorro vai pesar em torno de 130 quilos quando virar adulto.

Yangtze River Number Two, vendido por US$600.000

Antes dessa compra, outro Mastim Tibetano, chamado de Yangtze River Number Two, foi comprado por US$600.000.  O cachorro foi acompanhado de 30 limusines a sua nova casa na cidade de Xi’an.

O cachorro considerado como o mais “digno” da história

Por conta da sua postura e constituição poderosa, o Mastim do Tibete é considerado um cão digno pelo povo do Tibet e da China.  Similarmente, ele é visto como realeza considerando que cães da raça eram mantidos por reis e rainhas como a Rei George IV, a Rainha Vitória e Geghis Khan.  Acredita-se também que até o Buddha tenha tido cães da raça Mastim Tibetano. A raça, que já tem mais de 5.000 anos, há séculos é considerada o Cachorro Oriental de Deus da China Antiga.  Hoje, eles pouco são vistos fora do Tibet e são considerados a reencarnação dos monges que não reencarnaram como humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>