MENU

Anterior

Como saber se o seu pet é canhoto ou...

Próxima

Próxima

Filhote de 3 semanas aprende a uivar pela primeira...

Próxima

05/02/2015 Comentários (0) Visualizações: 10180 Cachorros, Cuidados Básicos, Problemas De Comportamento

Cães sofrem quando donos voltam ao trabalho

Durante o período de férias, os cães se acostumam à rotina de ter seus donos mais pertos.  Seja relaxando em casa ou viajando com os seus donos, a rotina diária do cachorro se enche com atividades e diversões.

Para os animais que passam uma temporada em um hotel enquanto seus donos viajam, a transição de volta também é brusca, especialmente levando em consideração que durante as férias os pets passavam seus dias com pessoas e vários cães diferentes interagindo e socializando.

Voltar à rotina do trabalho se mostra difícil não somente para os cachorros, mas também para os seus donos

Voltar à rotina do trabalho se mostra difícil não somente para os cachorros, mas também para os seus donos.  Um estudo conduzido no ano 2000 pela Associação Americana de Hospital Animal (AAHA, sigla em Inglês) revela que há 13 anos atrás, 75% dos donos de animais já sentiam culpados por deixarem os seus animais de estimação sozinhos.  Hoje, essa preocupação se estendeu para as férias em si.  De acordo com uma pesquisa conduzida pela DogVacay, estima-se que 72% dos donos que viajam sem seus animais se preocupam com o bem estar animal quando estão longes.

Porém, ao retornar ao trabalho, donos se ocupam com tarefas.  Nesse mesmo período, os seus cachorros comumente ficam sozinhos, sem distrações e com muita energia para gastar.  Ao entender o comportamento e as necessidades do cão, é possível adequar a sua rotina para diminuir as consequências negativas normalmente associadas a essa transição.

Cachorros que passam muito tempo sozinho podem destruir objetos da casa

Por serem animais de matilha, os cachorros não gostam de passar muito tempo sozinhos.  Eles são animais sociáveis que precisam da comunicação e laços afetivos presentes na relação com os outros membros do bando e de sua família.

Justamente por tais características é que os donos precisam considerar isso ao deixar o cachorro sozinho por períodos prolongados.  Ao ficar sozinho por muito tempo, principalmente quando estão sem distrações, diversos cães exibem estresse e ansiedade da separação.  Consequentemente, eles as vezes “ocupam” seu tempo com maus comportamentos, como destruir o sofá ou latir excessivamente.

A socialização é importante para ensinar o cachorro a ficar bem sozinho

Principalmente em casos de filhotes, o cachorro precisa ser socializado para aprender a lidar com diversas situações, novos ambientes e pessoas.

Normalmente, o ato de aprender a ficar sozinho é ensinado pela mãe do cachorro durante os seus primeiros meses de vida.  Depois que os filhotes aprenderam a regular a sua temperatura corporal sozinhos e já estão independentes suficiente para ficar um tempo sem a mãe, ela começa a se ausentar com mais frequência. As saídas são curtas no início e vão gradativamente aumentando.  Desta forma, o cachorro aprende que nem sempre terá a sua mãe perto e vai ganhando confiança suficiente para passar mais tempo sozinho ou somente com seus irmãos.  Essa experiência é necessária para lidar com problemas futuros, como a ansiedade da separação.

Será que exercícios e brincadeiras resolvem tudo?

Cachorros acordam com bastante energia e, quando não conseguem gastar essa energia ao longo do dia, o resultado pode ser problemas comportamentais e psicológicos.

Os cães que passam uma parte significativa de seu dia dentro de casa ou sozinhos contam com a caminhada diária para gastar as suas energias.  Para cansar o cachorro ao longo do dia, faça uma caminhada longa todos os dias com o seu cão.

O passeio, além de cansar o cachorro, também o estimula mentalmente, permitindo que ele veja, cheire e experimente novas coisas.  Chegando em casa, e depois de comer, o cão ficará mais relaxado ao longo do seu dia.  Esse descanso diminui as chances dele ficar ansioso ou estressado, dado que a maioria da sua energia já foi gasta.

Além disso, deixe outras distrações em casa para quando o seu cachorro ficar sozinho.  Um brinquedo ou quebra-cabeça, por exemplo, podem oferecer horas de estímulo para o cachorro.

Creches, babás e outras distrações em excesso também podem estressar o cachorro

Diversos donos optam por deixar os seus cães em creches enquanto trabalham.  Nesses casos, é importante considerar a personalidade do cachorro e as atividades oferecidas na creche para determinar a quantidade de dias por semana e horas por dia que o cachorro deve ficar no estabelecimento.

Em diversos casos, cachorros que passam muito tempo na creche ficam mais ansiosos.  Isso é especialmente importante para os cães que não conseguem relaxar enquanto na creche ou os que não tem um nível de supervisão adequado. Sendo assim, converse com os profissionais da creche para garantir que o seu cachorro gastará tempo nas atividades, mas também terá um tempo para dormir e relaxar.  A supervisão também é de extrema importância para garantir que a ordem é estabelecida e que todos os cães se sentem confortáveis na hora de comer, brincar e relaxar.

Foto: Shane Adams / flickr / CC BY 2.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *