MENU

Anterior

Cão doa sangue para salvar vida de gato

Próxima

Próxima

Teste de gravidez instantâneo para cães

Próxima

10/09/2013 Comentários (0) Visualizações: 7863 Bio Florais, Cachorros, Problemas De Comportamento, Projetos Especiais

Seu cão é agressivo por sua causa?

menino-e-cachorro-bravo-web.jpgDiversos métodos divulgados na televisão pedem aos donos para serem mais dominantes com os seus cachorros.  Porém, um estudo conduzido durante um ano pela Universidade da Pensilvânia mostra que esse tipo de comportamento dos donos pode incentivar a agressividade de seus cães. Aliás, o estudo mostra que cachorros que foram agressivos com pessoas conhecidas respondiam de forma agressiva à comandos como o “não” e ao ser forçado fisicamente a deitar pelo dono.

Pesquisa revela que donos, sem saber, promovem a agressividade de seus cães

O estudo também contou com um questionário de 30 perguntas, respondido por 140 participantes.  A pesquisa revela que os métodos comumente recomendados  por alguns livros e treinadores para tratar agressividade várias vezes promovem o uso de agressão pelo dono.

Assim, ao invés de reduzir esse comportamento no cachorro, ele incentiva o cão a atacar, seja por medo ou dominância. Quando questionados sobre aonde aprenderam esses métodos, as respostas mais comuns foram conhecimento próprio e do treinador.  Dos métodos de confronto utilizados pelos donos para tratar agressividade, vários incluem agressão física:

  • 43% dos donos chutaram ou bateram no cachorro para tratar o comportamento indesejado;
  • 41% rosnaram para o cachorro;
  • 39% usaram força para tirar algo da boca do cachorro;
  • 31% forçaram o cachorro deitar e se submeter;
  • 30% encararam o cachorro;
  • 29% forçaram o cachorro a deitar de lado;
  • 26% chacoalharam o cachorro.

Dos casos acima, o cachorro reagiu de forma agressiva 25% das vezes, seja ela avançando, latindo, rosnando ou mordendo.  Como a autora da pesquisa, Lead Herron, menciona “esse estudo destaca o risco de treinamento baseado em dominância, que tem sido popular na TV, livros e pelos defensores de treinamento baseado em punições.  Essas técnicas extraem medo e podem gerar agressão direcionada ao dono.”

O temperamento do dono afeta a agressividade de seus cães

Além de como o dono trata o seu cachorro quando ele corrige o cão, o temperamento do dono em outras situações corriqueiras é um fator determinante para entender como o cão age com outros animais e humanos.

Por exemplo, em geral, mulheres tendem a serem mais tranqüilas durante a caminhada, promovendo-a com menos trancos e força. Dessa forma, os dados mostram que cães que caminham com mulheres são menos agressivos do que os que caminham com os homens.  Isso acontece porque o temperamento da dona durante a caminha promove um estado calmo no cachorro quando comparado ao de homens.

Além disso, diversos donos agem de forma agressiva em relação a comportamentos inadequados de cães que não necessariamente são agressivos, mas sim, mal interpretados.  Por exemplo, um cão que late muito não necessariamente está mostrando agressividade ao seu dono.  Aliás, em vários casos, os donos incentivam os seus cães a latirem pelos métodos como tentar evitar esse tipo de comportamento.  Principalmente em casos em que o cachorro está latindo para alertar um certo desconforto. Reagir negativamente a esse comportamento, como por exemplo, bater no cachorro cada vez que ele late, pode promover agressividade no futuro.

Treinamento que não promove agressividade em cães

Por outro lado, o estudo ainda mostra que o método de treinamento que promove exercício e remuneração raramente induz a agressividade do cachorro.  Para vários cães, usar um método de treinamento positivo gera mais resultados do que um método punitivo ou agressivo.  Aqueles métodos várias vezes geram o resultado desejado e tornam atividades como treinar o cachorro a não pular e treiná-lo a usar coleira e guia divertidas para o animal.

Vale notar que coisas desconhecidas, como a chegada de um bebê, podem tornar o cachorro reativo, independentemente da raça do cão.  Treinar o cachorro para não ter medo dessas situações, de forma positiva, pode ajudar a melhorar o comportamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *