MENU

Anterior

Cardiologia veterinária: problemas mais comuns em cães e gatos

Próxima

Próxima

As pessoas te julgam baseadas na raça de seu...

Próxima

15/08/2014 Comentários (2) Visualizações: 6546 Cachorros, Cuidados Básicos

Como proteger o seu cachorro no clima frio e seco

Os cachorros e gatos podem sofrer em silêncio com a falta de chuvas e o clima frio, época que requer uma atenção especial de seus tutores. Segundo o Médico Veterinário Dr. Rafael Augusto Galesco, é comum a ocorrência de algumas doenças específicas.

“Em épocas em que a umidade do ar fica baixa, observamos uma maior casuística de enfermidades do sistema respiratório como bronquites, asma em felinos e traqueítes, principalmente em cães mais idosos e animais braquicefálicos como o buldogue e o pug.”

Problemas comuns em cachorros no inverno

“Esses problemas podem ser simples, como uma tosse, mas também podem chegar a uma pneumonia”, alerta o especialista. De acordo com o médico veterinário, alergias e problemas oftálmicos também podem ocorrer neste período e ele explica:

“Como os animais estão mais próximos ao solo do que os humanos, eles respiram uma maior quantidade de poeira e, por consequência, têm um maior ressecamento das vias áreas, assim como uma baixa na umidade.”

O ideal é que os donos de cães e gatos se atentem ao seu comportamento. “O proprietário pode perceber um desconforto na respiração, uma respiração ruidosa, aumento de espirros, tosse, maior lacrimejamento e, em alguns casos, a relutância aos exercícios”, revela Galesco.

Como proteger o seu cachorro no clima frio e seco

O veterinário conta ainda que algumas medidas podem ser tomadas para minimizar o sofrimento dos animais mediante ao clima atual. “Passear em áreas arborizadas e em horários alternativos, de pouco sol, usar umidificadores ou recipientes de água espalhados pela casa são uma boa alternativa. Em casos extremos, é indicado o uso de aparelhos de inalação direto no focinho.”

Além disso, principalmente nas noites frias, forneça abrigo ao seu animal. Nesse sentido, o uso de roupas pode ser de grande importância, particularmente para cães magros ou com pelagem curta. Outra boa dica para ajudar o seu cão a não sentir frio é providenciar um espaço coberto para que ele durma e se proteja do sereno que cai pela noite.

Evite que o seu cachorro durma diretamente no chão, uma vez que isso faz com que ele perca calor para o solo e sinta frio. Uma opção é forrar a caminha do seu cão com cobertores e, caso você não tenha, uma boa dica é deixar alguns papelões onde ele dorme, pois eles funcionam como um isolante térmico e mantêm o seu cão quentinho.

Rafael Augusto Galesco é Médico Veterinário, proprietário do Centro Veterinário Alto de Pinheiros, do Banco de Sangue Veterinário BSVET e da Clínica Veterinária Galescão.

Foto: Tasty por Shane Adams / CC BY 2.0

2 comentários para Como proteger o seu cachorro no clima frio e seco

  1. sergio disse:

    O tema poderia ter mais desdobramentos, por exemplo, o uso de roupas, temperatura canina, dormir dentro ou fora de casa nos dias mais frios, alimentação mais calórica no inverno, trato com filhotes, etc, o assunto ainda é promissor.

  2. ELISABETH disse:

    Gostei do artigo mas gostaria de adicionar uma informação importante. Uma boa maneira de proteger os cães do frio e evitar doenças é deixando-os dentro de casa nos dias frios e de preferencia com uma roupa bem quentinha.
    Caso seja impossível deixar seu cachorro dentro de casa eu recomendo um agasalho pra cachorro como por exemplo esse do link abaixo ou similares.
    http://www.lojadocaomigo.com.br/roupa-de-cachorro-inverno
    Só prestem atenção na hora de escolher uma roupa pro seu cachorro pois muitas roupas prendem a circulação do cachorro e impedem o movimento, é preferível uma roupa de qualidade do que os custos com cuidados tanto das doenças que o frio possibilita quanto com lesões que o cão possa ter com roupas de má qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *