MENU

Anterior

Como tirar pelo de roupa

Próxima

Próxima

Esse dono filmou seus filhotes de golden retriever todos...

Próxima

07/07/2015 Comentários (170) Visualizações: 451366 Cachorros, Dicas De Produtos, Notícias, Viagens E Saídas

Estudo revela como cachorros sentem sobre os seus donos

Se você chama o seu cachorro de “filho” e não aguenta quando alguém te critica por isso, leia o que temos a dizer abaixo.  Afinal, isso pode servir de defesa na próxima vez que alguém diz que bicho não é filho! Tratar cachorro como filho Usando uma máquina de ressonância magnética, diversos cientistas tentaram descobrir como os cachorros enxergavam os seus donos.  Para um cachorro, somos somente quem dá a comida, somos pais ou somos outros cachorros?  Ao colocar os cães dentro de máquinas de ressonância magnética e medir seus pensamentos, seria possível ter uma resposta para essa pergunta.


Veja também:

– Como saber se o seu cachorro te ama?

– Você deveria deixar o seu cachorro deitar na cama?

– Sobre o que os cachorros sonham quando eles dormem


Suado ou limpinho, o seu cheiro é muito gostoso para o seu cachorro

Uma das provas mais concretas que o seu cachorro é loucamente apaixonado por você vem de um estudo feito pela Emory University, nos Estados Unidos.  O estudo usou o olfato do cachorro, considerado o seu sentido mais poderoso e mais importante, para revelar quais coisas traziam mais prazer ao cachorro. A ideia era apresentar o cachorro com diversas cheiros e medir a reação na parte do cérebro relacionado a experiências positivas para cada cheiro apresentado.

Boxer com sua dona

Os cheiros apresentados ao cão eram: o cheiro dele mesmo, de uma pessoa conhecida,  de uma pessoa desconhecida, de um cachorro conhecido e de um cachorro desconhecido.  A pessoa que apresentava esses cheiros para o cachorro era desconhecida e não tinha interagido previamente com o cachorro ou com os cheiros.

O estudo revelou que o cachorro consegue diferenciar entre o cheiro da pessoa apresentando e do seu dono no seu cérebro e fica feliz ao cheirar o seu dono, mesmo quando ele não está presente.  Interessantemente, ao ser apresentado ao cheiros do seu dono, a região do cérebro do cachorro relacionada a recompensa ascendia.

De todos os cheiros, ele priorizava o cheiro do seu dono acima de qualquer outro objeto. Os cachorros que participaram desse estudo foram todos criados perto de pessoas, porém eram de raças e idades diferentes, revelando que esse comportamento não é específico a uma raça.
Estudo cachorro te ama

Para eles, somos família.  Para nós, a vida deles pode ser mais importante do que a vida de uma outra pessoa

Para medir o amor que sentimos pelo nossos cães, uma outra pesquisa perguntou para as pessoas se elas salvariam um desconhecido da morte ou os seus cachorros.  O resultado revelou que uma grande parte das pessoas salvariam os seus cachorros, por considerá-los membros da família.

Para alguns, eles são filhos, enquanto para outros são considerados irmãos ou melhores amigos.  De qualquer forma, essa pesquisa aponta pelo fato que não enxergamos o cachorro como um animal somente, mas como um de nós.  Tão forte é esse relacionamento que um pesquisa revelou que donos não mudam a qualidade da ração de seus cães, mesmo em tempos de crise.  Preferimos usar descontos e cupons do que comprar uma ração de pior qualidade.

Alguns estudos apontam que o cachorro age com o dono da mesma forma que uma criança age com os pais

Um outro estudo feito pela Universidade de Vienna revelou que os cachorros olham para os seus donos da mesma forma que uma criança olha para os pais. Ou seja, quando eles estão com fome ou medo, por exemplo, olham para os seus donos para resolver esse problema e lhes dar apoio emocional.  O dono age como uma base segura e permite que o cachorro explore novas situações. Tudo bem tratar o cachorro como filho? Às vezes, ter um cachorro que nos trata como seus pais pode nos fazer agir com eles de uma forma similar que pais agem com os seus filhos.  Isso, adicionado ao fato que a maioria dos cachorros tem uma inteligência similar a de uma criança de dois anos, contribui para eles serem tratados como bebês.

Você acha normal tratar o cachorro como filho?  Comente abaixo.

Fotos: Happy Puppy por Melissa Dooley / CC BY 2.0 | Little Theo 1 por Manu / CC BY-SA 2.0 | Smile for the camera por Bruce Thomson / CC BY 2.0

170 comentários para Estudo revela como cachorros sentem sobre os seus donos

  1. José disse:

    Tenho duas cadelas, uma com dez anos e outra com treze (adotada). Para mim são como filhas e melhores amigas. Dormem onde querem, na minha cama ou nas outras seis que existem pela casa toda, inclusive no quintal cuja porta de acesso nunca é fechada. Entre nós há um entendimento através de gestos e latidos. É tudo muito lindo.

    • wanda disse:

      Eu tenho uma cachorinha de raça pequena, ela é como uma filha prá mim, ela é esperta inteligente e entende quando faz algo errado e sabe que chamo a atenção dela… Está sempre atenta a todo barulho, e avisa quando alguém está chegando em casa, ela gosta muito da minha filha que mora comigo, agrada as duas ; mas ela sabe que é eu que dou comida, dou banho , dou remédio…. E ela tem medo de temporal corre prá minha cama, dorme comigo no sofá na cama, na casinha delae sabe quando estou triste, ou não estou bem de saúde a tal ponto de não comer, não beber, se eu mesma não me alimentar, eu a amo, foi um presente do meu filho no dia das mães, quando em fevereiro eu perdi a minha mãe, ela é tudo para mim, A Ceza esse é o nome dela etem 3 anos e a cuidarei enguanto eu viver…. Ay love Seza….

      • lenir disse:

        eu tenho uma cadela ,a suzy,,eu trato ela como filha,,amo muito ela me entende…certas pessoas do meu convívio acham errado eu chamar vem com amãe..mas eu não me importo,,por que pra mim ela é muito importante..amo os animais …

      • Norma disse:

        Que lindo estes depoimentos sobre cachorros, acredito que quem ama animal e criança, ama Deus incondicionalmente.
        Tenho três cães, um pastor com 10 anos de nome Luck, um vira com 10 anos do nome polinho, e a caçulinha da casa com 3 anos a mel, também vira, encontrei os na rua bem novinhos. Norma 09/09/2016.

    • Grace disse:

      Acho engraçado quando alguém coloca – adotada – se referindo a um animal…como se o outro fosse de sangue…rs

      • Ivani disse:

        Nesses casos, o termo “adotado” normalmente se refere ao fato de o cão ter sido resgatada das ruas ou de um abrigo, na maioria das vezes já em idade adulta e não filhotinho. Não que o outro cão seja “de sangue”, mas pode ter sido comprado (nos casos dos de raça) ou terem sido pegos qdo filhotes de crias de cães de parentes ou amigos!

      • Dexter disse:

        Sabe de nada inocente…

      • marise galvão amaral disse:

        Concordo…na verdade todos são adotados, pois adotar é tomar para si como um ente amado e que nos exige cuidado e amor. Todos deveriam ser apenas adotados pois comprar um animal de estimação como cão e garo, é estimular o comercio onde o trato deles são muitas e na maioria das vezes, absurdamente maldosos.

        • Paty disse:

          Disse tudo Marise.. As pessoas continuam a procura dos animais de raça, e os vira latas?? é a raça mais linda que existe. E adotar é salvar um animal da morte, pode perceber o olhar do animal adotado é diferente daquele que é comprado, pq eles sabem que foram salvos da morte.

          • Roger disse:

            Olá paty, tenho dois shih tzu e um vira lata, seu comentário é um pouco sensacionalista, vou te explicar como funciona: Quando se compra um cão de raça a pessoa já sabe previamente o tamanho que ele atingirá quando adulto, seu futuro peso e quase todas as suas características. Quando adotamos um vira lata nem sempre sabemos o tamanho que ele atingirá, se o comportamento dele incomodará vizinhos (se a pessoas morar em apartamento ou condominio) ou seja, estamos sujeitos a surpresas, a menos que a pessoas tenha um super quintal para colocá lo caso cresca demais etc… mas para alguem que mora num lugar com restrição nao pode se dar ao luxo de surpresas, é mais responsável comprar um cão que já sabe como será o seu padrão após adulto do que ter surpresas e se perturbar com sindico vizinho etc.. Quanto a comprar animais todos nós compramos, compramos animais no supermercado todos os dias para comer, caso vc não seja vegetariana acho que seu discurso é bem incoerente.

        • nayara disse:

          supeeeeeeeer normal, amo meu cachorro ,e simeu entendo ele e ele me entende.

      • Rose disse:

        A Ivani tem razão, o termo é esse mesmo. Pode prestar atenção nas campanhas de adoção de cães e gatos abandonados ou em ONGs de animais abandonados e SRD (sem raça definida – vira-lata). Quando a pessoa fala assim é porque o outro cão ou gato é de raça ou foi comprado ou presenteado.

      • Paty disse:

        Grace quando alguém fala que o cachorro é adotado, quer dizer que não comprou animal. È até gratificante, quando falamos que que adotamos pq salvamos uma vida que estava prestes a morrer.
        Eu mesmo falo com orgulho que os meus filhos foram adotados, até pq jamais compraria um animal, sou totalmente contra esse comércio cruel.
        Então antes de criticar procure saber mais sobre o assunto, e pelo jeito vc nunca adotou um animal né?? não sabe o que está perdendo.

        • patricia disse:

          aimais adotados tem um carinho especial eles olham com tano amor que da vntade de ficar com todos os animais de rua

      • Marcia disse:

        vai ter um cachorro adotado ou não, ok?

      • Ana disse:

        Vai ter um animal de estimação. Adotado ou não.

      • juliana disse:

        Realmente você não sabe do que esta falando. nem vale a pena responder.

      • Ana disse:

        Ora os que não são adotados , sao comprados ,rsrsrs…consegue entender agora? simples.

    • sidney disse:

      eu acho normal tenho um cachorro e ele e meu filho nao ligo que as pessoas falam ele e o melhor filho do mundo ele tem 1 ano de idade

    • sidney disse:

      eu acho eu chamo meu cachorro de filho e realmente sou mae dele de sangue pelo sangue de deus cuido dele deste que nasceu eu amo ele

    • Diego disse:

      Ridículo!

  2. Marli disse:

    É evidente que acho normal.Afinal ,é um amor incondicional!
    Só não podemos e nem devemos esquecer que são animais e que não podemos exigir que eles tenham comportamentos humanos!
    Mas concordo com tudo acima e tenho um Shitzu de 05 anos,chamado Mike que é tudo de bom!!!!!

  3. joão disse:

    Claro que sim, o meu bob san chamo de filho e falo pra ele que o amo muito.

  4. Luma disse:

    É uma coisa muito pessoal de cada um, mas se alguém me criticar por chamar meu peludinho de “filho”, que se prepare para ouvir umas poucas e boas. Danem-se! Essas mesmas pessoas muitas vezes são razões para eu considerar mais e mais os cães “irracionais” como parte de mim, como filhos.

    • Eraldo disse:

      Concordo plenamente Luma. Cada um que cuide de sua vida. Tenho um casal de SRD e os amo muito assim como uma gatinha que resgatei de um terreno baldio. São meus comp
      anheiros inseparáveis e em muitos casos prefiro e me sinto muito melhor na companhia deles do que de muita gente.

  5. tadeu disse:

    Todo animal deve ser bem tratado,porém, acho absurdo cão ter festa de aniversário,dormir com o dono,não comer osso,vestir roupa, como se ele precisasse, e outros absurdos inconcebíveis.Um dia chegando na casa de meu pai ele disse ao cão, olha o tio chegou, pensei- tio o cacete. que misturança é essa.isso pq a suposta cadela esposa de meu pai, certo dia disse:tenho nojo qdo alguem assopra vela de aniversário pq chuvisca saliva no bolo.mas a cadela vive lambendo a boca do cão.filho tem que ser tratado como filho e animal como animal.

    • Eduardo disse:

      Perfeito

    • Vinícius disse:

      Uma pessoa que se sente trocada pelo cachorro foi detectada.

      • Thiago disse:

        The treta has been planted!

      • carol disse:

        ai nada a ver Vinícius!
        Eu adoro cachorros, mas ñ tenho coragem d beijar um cachorro na boca, d deixar ele dormir na minha cama…acho q gente eh gente, animal eh animal. Tem q tratar bem sim, mas conheço gente q deixa o filho com fome pra dar file mignon pro cachorro! Isso eh inversão d valores!!!

        • Mi disse:

          Gente é gente, animal é animal.
          E aí o que tu faz com a Biologia que diz categoricamente que o HOMEM TAMBÉM É UM ANIMAL.
          Desculpa aê, queridos, mas acho que tá sobrando arrogância para as pessoas que se acham o supra-sumo do universo.
          Somos irmãos de gênero de diversos “bichos” e o que nos diferencia reside basicamente na evolução que apresentamos em determinados setores (culturais, linguagem..). O raciocínio/racionalidade não nos autoriza a elevarmos além do que somos em relação aos DEMAIS ANIMAIS. Até porque tem muito humano por aí que tu não acredita que seja realmente racional…
          E vamos respeitar a relação emocional que as pessoas têm com seus “bichos”.

          • Bruna disse:

            Só não aplaudo porque não dá!!! Perfeito!

          • marise galvão amaral disse:

            perfeito.

          • Rose disse:

            ótimo comentário.

          • Natasha disse:

            Antes de mais nada concordo completamente com você.
            Não entendo essa cultura humana de se tratar como superior aos outros animais.
            Essa própria pesquisa é bizarra. Quem você salvaria, seu cachorro ou um desconhecido??
            É a mesma coisa que dizer sua mãe ou um desconhecido.

            Por que hell eu salvaria um desconhecido acima da minha família?
            Porque ele é bipede e tem polegar opositor?
            Não faz nem sentido essa pergunta.

          • Eliane disse:

            Concordo.

          • KATIA disse:

            O HOMEM NAAAAAAAAAAÃO É UM ANIMAL. ‘E DISSE DEUS:FAÇAMOS O HOMEM à nossa imagem;a imagem de deus o criou’ gênesis 1-27. È O SER HUMANO QUE PERDEU O AMOR PO TUDO, TODOS E POR SI MESMO. ENQUANTO OS ANIMAIS CONTINUAM A MESMA COISA NÃO MUDARAM! O SER HUMANO MUDA! SEMPRE PRA PIOR! PREFERE SEMPRE O LADO ERRADO.INFELIZMENTE.

      • sher disse:

        kkkk tbem acho vinicius

    • rodrigo disse:

      depois ainda fazem pergunta na pesquisa se as pessoas preferem salvar cachorro ou um desconhcido ..se o desconhecido for um desse.. o cachorro claro kkkk

      • Cicera disse:

        Rodrigo, concordo com você…ninguém me pergunte se eu prefiro salvar um animal irracional ou um racional…

    • janieiri moretti disse:

      Saiba que a boca de um ser humano é muito mais suja que a de um cão. Contém bilhões a mais de bacterias e resíduos. Portanto, se for coerente, nunca mais beijará ninguém.

      • Fernando disse:

        Janieri, a boca do ser humano realmente é repleta de microrganismos, entretanto, a boca de um cachorro possui uma quantidade muito superior de microrganismo o que torna a boca deles mais “suja” do que a nossa.

        • Leticia disse:

          Dizer que a boca humana contem mais micróbios que a dos cães, é pura incoerência, afinal, não conheço nenhum humano que fique lambendo o próprio bumbum!!!!!!!!

    • adairton disse:

      é por esse motivo que quanto mais conheço o ser humano mais amo me cachorro.

      • KATIA disse:

        CONCORDO PLENAMENTE PREFIRO MIL VEZES FICAR CERCADA DE ANIMAIS, SEJA GATO CACHORRO PAPAGAIO… DO QUE UM HUMANO FALSO, HIPOCRITA, E SEM CORAÇÃO DO MEU LADO! CADA DIA QUE PASSA O SER HUMANO ENTRISTECE MAIS E MAIS O CORAÇÃO DE DEUS PQ DESTOI UM AO OUTRO E TUDO QUE ELE CRIOU! ENQUANTO OS ANIMAIS ATE MESMO ACOLHEM UM QUE NÃO TEM NADA A VER COM SUA ESPECIE! QUER EXEMPLOS GATA AMAMENTA CACHORRINHO, ENQUANTO O SER QUE SE DIZ HUMANO JOGA O PROPRIO FILHO RECEM NASCIDO AO RELENTO!

    • Helena disse:

      Concordo com você, Tadeu ouço gente dizer que gostaria de matar a pessoa que não gosta de sua cadela, isso é absurdo, chamar a cadela de minha veinha, meu amor, viver sempre tocando acariciado a cadela dormindo junto, até banho junto no mesmo box, usar o sabonete da mesma marca, acho isso nojento. cachorro é cachorro, bem diferente de gente!

      • thiago disse:

        prefiro mil vezes salvar um animal, do que qualquer humano

      • Léia disse:

        Não precisa fazer nada de muita coisa q vc disse, como tomar banho junto, ou dormir junto (exceto dormir em situações excepcionais (quando o animal está operado, doente ou apavorado, algo que já aconteceu aqui comigo), mas eles dormem na casinha deles, se alimentam com ração. Dar carinho ao animal de estimação é sim necessário e gratificante a dono e cão, pode ter certeza, isso é científico, este tipo de convivência pode trazer até alívio ou prevenção de doenças. Se vc não sabe o que é amar um animal de estimação, problema seu. Tenho certeza que vc não deve ter um cão nunca, pois iria abandonar no primeiro cocô que tivesse que limpar. Se cuide, benzinho, e deixe que outras pessoas amáveis cuidem dos cães como bem entenderem!

    • vera disse:

      Acho que está faltando um entendimento melhor entre você e seu pai, acho a linguagem utilizada por você ao se referir a esposa do seu pai extremamente negativa. Pneemse b

      • KATIA disse:

        SERÁ QUE ELE NÃO ESTÁ REVOLTADO PELO FATO DE ELA NÃO SER UMA BOA MADRASTA PRA ELE OU UMA BOA ESPOSA PARA O PAI DELE? POIS AS VEZES QUEM É ENTEADO(a) enxerga mais longe do que o pai e a mãe que está todo(a) apaixonado(a). ATÉ HJ NUNCA CONHECI UM PADRASTO QUE PRESTE!

    • Léia disse:

      vc é um merda, vai se tratar, não compare a mulher do seu pai (a quem vc deveria ter mais respeito),com uma cadela, pq esses animais são muito melhores q vc e a senhora sua madrasta (tenho certeza)!

      Resolva seus problemas emocionais e pessoais com a sua família querido.

      • KATIA disse:

        DEPENDE! NUNCA ME DEI BEM COM MEU PADRASTO POR SER UMA COISA TÃO RUIM QUE É! CHAMAR ELE DE CACHORRO É MUITA HONRA PRA ELE! NÃO MERECE!

    • eunice disse:

      Absurdo é vc

  6. ida disse:

    Para mim são meus filhos, independente de pesquisas. Eles só nos dão amor, é o amor mais puro e verdadeiro que existe. Tenho 4 Luan, Nina, Benjamim e Sofia, 3 adotados.

  7. Douglas Riso disse:

    amor mais verdadeiro e franco ñ existe!! prefiro cachorros a muita gente que conheço…

    • maria disse:

      EU TBM AMO INCONDICIONALMENTE,SÃO MEUS MELHORES AMIGOS E DORMEM COMIGO E TBM SÃO TRATADOS COMO MEUS FILHOS(AS)ODÉIO QUEM MALTRA OS ANIMAIS…PARABÉNSS PRO POVO QUE AMAM OS ANIMAIS ASSIM COMO EU AMO<3PREFIRO OS ANIMAIS QUE SÃO VERDADEIROS E FIÉIS DO QUE CERTOS HUMANOS.

  8. JAQUELINE disse:

    Que bom que essa pesquisa só veio confirmar o que já faço dia a dia, chamo o meu peludo de filho e o trato como tal, até pq ás vezes eles valem mais a pena que um filho que depois que crescem esquecem quem os teve, criou e deu amor, mas o cão não, ele é fiel a vida toda… estes comcerteza merecem ser chamados de filho, o meu sem dúvida merece…….

  9. TATI disse:

    Sou mãe de 5 bichinhos e são meus filhos que terei por opção. Então, meus bebes dormem e comem comigo sim, são minha vida e sou louca por eles.

    • Rafael disse:

      Isso é um absurdo, coisa mais ridícula do mundo!!! Nem meus filhos dormem comigo, quem dirá o cachorro…
      É inquestionável que eles mereçam carinho, atenção, amor e muito cuidado. Até porque ter um animal de estimação é uma opção, e se escolher ter então que tenha direito, que cuide e ame.
      Porém sem esquecer que é um animal e deve ser tratado como tal, deve ter seu espaço respeitado da mesma maneira que aprende a respeitar o espaço do dono.
      Repito a frase que iniciei meu comentário. Nem meus filhos dormem comigo!!! Eles tem que ter seu lugar, não é sadio para a criança dormir com os pais… Se a matéria é para comparar os bichinhos com os filhos então a comparação está feita, cachorro não tem que comer nem dormir com o dono!!!

      • Daiane disse:

        Mal amado

      • Thiago disse:

        Coisa mais ridícula do mundo é você não dormir com seus filhos! hahahaha
        Cansei de dormir com meu pai (e tenho 22 anos!) Mas cada no seu respectivo quadrado.

      • rodrigo disse:

        depois ainda fazem pergunta na pesquisa se as pessoas preferem salvar cachorro ou um desconhcido ..se o desconhecido for um desse.. o cachorro claro kkkk

      • Mi disse:

        Vamos tratar animais como animais. Ok. Vamos começar por você, homo sapiens e TAMBÉM membro do Reino Animal?

      • Paty disse:

        vc é mal amado hein…
        Mas não se preocupe a vida irá lhe ensinar sobre o amor da forma mais dolorida.
        E dá para perceber que vc é mto frio..

      • Lúcia disse:

        Tem gente que larga até a esposa que lava passa, cozinha cuida dos negócios dele , cuida da casa suja de xixi e feses de cadela. mesmo assim prefere ficar com a cadela.rsrsrs!

      • Cissa disse:

        Certíssimo Rafael, essas heranças que os “pet pais e mães de cachorros” deixarão para seus pet filhos, no futuro serão motivo de brigas (É só assistir o filme do Garfield que vcs entenderão o que eu estou falando).
        Todo respeito do mundo ao mundo animal, mas a cadeia evolutiva não pode retroagir.

      • Linda disse:

        Nunca teve cachorro, e se tem algum filho coitado dele.

      • eunice disse:

        Vc nao sabe o que é amor incondicional,mas acredito que a vida vai lhe ensinar e lhe trará humildade para ,quando nao houver ninguem ao seu lado,e o seu cachorro ou qq cachorro lhe estender a pata entender o que é amor.Neste dia tenho certeza

  10. Jair disse:

    Tenho oito cachorrinhos Pinscher… dou minha vida por eles. Curioso quando chamo de fios( maneira carinhosa de filhos) todos vem até mim, quando chamo pelo nome individualmente, vem só o qual chamei pelo nome (inteligentes). Considero como meus filhos sim…são meus amiguinhos e fazem parte da minha vida….

  11. BEATRIZ disse:

    Tenho uma cachorra que se chama Sandy há 15 anos. Como não tenho filhos, a considero minha filha. No início todos me criticavam, agora já se acostumaram. Costumo dizer que é melhor tratar um animal como filho do que tratar um filho como animal como vemos muito por aí, mas concordo que existem exageros (festa para o animal, beijar a boca do animal, ensinar o animal a ajudar nas tarefas…etc , animal é animal, gente é gente) . Amo minha cachorra e digo isso a ela todos os dias. É o meu anjo de quatro patas…

  12. Regina disse:

    Totalmente, o meu cachorro é o meu terceiro filho, assim posso dizer, não há amor maior, quando a gente chega em casa, após um dia de trabalho, e ele vem todo feliz, mesmo que a gente não esteja tão feliz, só quem tem um pode descrever o que significa, quem critica precisa experimentar a experiência, depois opinar….

  13. Gislene disse:

    eu chamo minha cachorrinha, uma cocker spaniel de 11 aninhos, minha filhinha e ela responde com muito amor e carinho, para mim ela é e será sempre minha filha.

  14. adriana disse:

    Tenho uma pitbull chamada EVITA, acho super normal chama-la de filha, nos entendemos perfeitamente , é uma princesa dócil.

  15. Aliane. disse:

    Tenho 3 cadelas vira-latas, e p/ mim elas são minhas bebes, filhas, amigas, parte da família. As amo demais.

  16. Daiana disse:

    Eu amo os meus… e lá em casa são tratados como bebês…. amo muito… sobem no sofá…. pra que amizade mais fiel do que a dos nossos peludinhos…. vc pode brigar com ele por um instante… e de repente eles estão la com a maior felicidade te recebendo com uma felicidade imensa!!!! simplesmente os amo… e não me imagino sem!!!! 🙂

  17. Murilo disse:

    Tenho 3 cachorros e já tive diversos que um se foram. Todos se exceção, são meus melhores amigos junto com meus 2 filhos. Não importa se estamos tristes, chateados, comovidos ou felizes, que o rabinho está sempre balançando como um abanador de alegria por nós estarmos ali. Tratem bem de seus cãozinhos, às vezes são melhores que muitos parentes, trazem um sorriso em nós, que ninguém conseguiria naquele momento. Nos traz um conforto quando necessitamos sem nada cobrar. Se chamarem de filho ou filha, que diferença faz ? No fundo, no fundo, são na verdade nossos filhos adotivos que nós escolhemos. “O melhor amigo do Homem !”.

  18. Fernanda disse:

    Tenho duas “filhas”! Nem me lembro mais de como era a minha vida antes delas.
    Não imagino minha vida sem elas. Sofro só de imaginar ficar sem elas.
    Elas são a minha família!!!

  19. TATIANE disse:

    Acho totalmente normal.Tenho uma cadelinha e elaé mais do que uma flhinha pra mim, faz parte da minha vida, do meu mundo.Por ela faço tudo e não admito que ninguem me critique por tratar ela como mebro da minha familia.

  20. Khali disse:

    É isso aí: “Quanto mais conheço o ser humano, mais amo meus cachorros!!”

  21. Hermes disse:

    Tenho dois cachorros, adoro eles e eles a mim. o amor deles é incondicional e sempre chamo-os por filhos…” vem com o papai”…e eles atendem bonitinho.
    Porém, mantenho um grande espaço para eles fora de casa. Nada de ficar passeando dentro de casa, subindo nas camas, etc.
    Nada contra.

  22. Fernanda disse:

    tenho varios bebes 6 cachorros e 3 gatinhos 2 tartaruga e 1 passarinho amo todos como se fosse meus filhos de verdade, amor como os deles são mais puros e sinceros do que dos ser humanos

  23. Alberto Magno disse:

    Quando vivi a minha intensa adolecencia tive uma cadela pastor alemão chamada Rexa que me acompanhava em todas as atividades e recreações e vigiava todos os meus objetos. Quando teve a primeira cria, três cachorrinhos lindos, mas à noite eles latiam muito e segundo a vizinha que os envenenou estava incomodando o sono dela. Dessa epóca para cá não criei mais cão nenhum, pois tinha uma amizade que foi brutalmente eliminada por uma sangue de vampira.

  24. Lubiyashi disse:

    O mesmo vale para gatos. Chamo meus gatos de “bebê” e falo com minha cachorra, como se fosse uma criança. Essa cachorra é meio estranha, já a peguei adulta e há 7 anos está comigo. Ela me segue o tempo todo pela casa, enquanto assisto tv ela fica parada na minha frente “me assistindo”, entretanto quando a chamo, ela vem quase se arrastando como se eu fosse espancá-la, coisa que nunca fiz. Se fortuitamente um saco plástico (principalmente de lixo) encosta nela, ela grita e corre. Não sei qual o trauma dela, antes eu tentava mostrar-lhe que ela não seria machucada, mas já desisti e ela continua do mesmo jeito. Assim como os seres humanos, percebo que os animais também desenvolvem fobias e traumas, portanto vou continuar a chamá-la de meu bebê, como se fosse minha filha. rsrsrsrs

    • Sara disse:

      Não se preocupe, tenho uma cachorra grande de rua que veio para mim já adulta. Quando ligo a mangueira para lavar o quintal sai correndp com medo, qualquer barulho fica assutada. Acho que o período que ficou nas ruas apanhou muito, mas quando chego pula em mim e chora muito.

  25. Renata disse:

    Tenha uma cachorrinha salsicha tem 14 anos é a minha segunda filha pois tenho uma Humana que tem 21 anos .Não ligo para a opinião das pessoas qdo criticam que a considero uma filha prefiro ela a muito humano .

  26. Marlene Corrêa Picanço de Aguiar disse:

    O meu filhinho Ike sempre foi tratado por mim como filho, e meus filhos e marido também o tratam como pai e irmão, apesar dele já estar bem velhinho com 15 anos, debutou para a velhice, os dentinhos estão caindo, está com catarata em ambos os olhos, está super esclerosado, nada que seja diferente de nós humanos, quando envelhecemos, faz xixi em tudo quanto é lugar, mas continua a nos dar muitos momentos de festa quando chegamos em casa e ele fica sozinho, nos faz carinho quando dá na telha, enfim é o nosso amorzinho que sabemos está nos dando os seus últimos anos de carinho, companheirismo, pois sabemos que o fim já está ficando cada vez mais perto, então aproveitamos ao máximo o que temos dele agora.

  27. elisabeth disse:

    sim, e eu tenho 3 bebes,um deles um shitsu parece um bebe mesmo ele deita no meu colo como um bebe.

  28. Flávia Pegnolato disse:

    Tenho um pincher há mais 01 ano. Ele vivia fugindo da casa do dono, então um amigo do meu marido o pegou na rua e nos deu. Ele é mto carinhoso, dócil e companheirinho…ouvimos dizer que ele apanhava do tio do antigo dono, corria pra casinha quando escutava o barulho do carro dele chegando, e que esse cara chutava ele; tanto que ele tinha medo quando aproximávamos os pés dele…tadinho!
    mas agora é só amores, sou incapaz de fazer qualquer mal pra ele…anda até de moto com a gente, levo pra casa da vovó e do vovô (meus pais)…rss não tenho filhos e nem sei se vou querer ter, mas posso dizer que ele preenche um espaço bem grande no meu coração! Amo meu cachorro, ele é mais amigo que muita gente por aí.

  29. Andréa disse:

    Acho válido, porém sem exageros. Tenho uma poodle de 14 anos, uma graça, meiga até demais. Digo isso porque ela nunca foi de ficar latindo muito, a toa. É bem dócil. Quando ela veio para nossa casa (minha sobrinha que escolheu) era muito apegada com minha mãe, que tinha mais tempo para cuidá-la. Depois que minha mãe faleceu, ela “adotou” a minha irmã mais velha que nunca foi de dar muito carinho a ela, mas agora não deixa de mima-la sempre que pode. Ela sofreu muito a perda da minha mãe, tivemos que trata-la com florais. Amamos nossa “bebê”, nossa velhinha. Não sei como será quando ela se for, vai deixar um vazio grande.

  30. Cleusa Fernandes disse:

    Tenho três filhotas: A Mel, uma lhasa; a Meg, uma gatinha e a Megan, as duas últimas adotadas. São as paixões da minha vida. Dormem comigo sim. São meus bebes. Só a gatinha é mais achegada a minha mãe, o resto é um grude.
    Detalhe: Nomes parecidos porém, quando chamo, vem aquela que estou chamando… rsrsrsrs Minhas lindas da mamãe….

  31. Joana disse:

    Devo dizer, que às vezes trato as minhas bichinhas melhor que trato o meu namorado….responde à pergunta? 😉

  32. maa disse:

    Acho que cada pessoa que ama os seus aimais, assim como eu, não tem que estar aqui pra ser julgada. Cada um trata seu animal como quiser.
    Todos nós já somos tão felizes por sermos amados verdadeiramente…
    Beijos.

  33. Camila disse:

    Amo meus cães e meus gatos, amo muito mais do que alguns parentes. Chamo de filhos, beijo, abraço, carrego, converso, brinco com eles no chão. São meus filhos sim, e abro mão de muita coisa pelo conforto, felicidade e qualidade de vida deles. Sem eles, eu seria menos feliz e minha vida mais vazia 🙂

  34. Juliana disse:

    Eu trato minhas cachorrinhas como filhas porque assim que as vejo … Elas também tem nome de pessoa o que muita gente critica tb… mas é isso que elas são, minhas filhas … Rute e Rebeca que eu amo muito!!

  35. Juliana disse:

    com certeza acho normal sim! temos na família três labradores, duas fêmeas e um macho…são pai, mãe e filha. o Zeca está pra completar 6 anos esse mês, a Kyara que é mãe fez 5 anos, e a minha bebezinha Sol está com 4 aninhos completados mês passado…
    Os três são tratados como príncipe e princesas! Isso que no começo meus pais nem queriam um cachorro em casa, agora os cachorros dormem na cama com eles e se não couber todo mundo na cama, o vovô vai dormir no sofá kkkkkkk
    Nossa vida nunca mais é a mesma depois deles não é?! Eles trazem alegria sem medida pra um lar.

  36. Fab disse:

    Seis anos atrás compramos um Bulldog (Diesel), com intuito de irmos nos adaptando com responsabilidades quanto a um outro ser, para após termos um bebe. Desta forma ele teria tempo de aprender as coisas corretas a serem feitas, e saberia conviver com uma criança em casa, seria o irmão mais velho.
    Bom, quase dois anos depois a noticia, não podemos ter filhos.
    Toda expectativa gerada em torno do Diesel aprender as coisas para termos um bebe parecia não fazer sentido, pois ai vieram as lições…
    Começamos então NÓS a aprendermos a sermos PAIS, sim… pais de um cachorro lindo, cheio de problemas de saúde, que corre para os braços da mãe quando esta doente, e que quando esta bom não sai de perto do pai rs.
    Também temos a casa bagunçada de brinquedos, rs
    e temos adicionais que vão além dos pais normais…
    Temos cheiro de cachorro na sala, ah no quarto tb, pq ele adora nossa cama…
    Pêlos é algo comum nas roupas, tá em todas, rs
    Já deixamos de viajar por causa dele, só vamos onde dá para leva-lo.
    Então pq não chama-lo de FILHO?????
    Foi ele que me fez MÃE
    Os pais de bebes não os põem no mundo pensando na perda deles, pois é natural que os mais velhos se vão antes.
    NÓS pais de peludinhos, vivemos como se todos os dias fossem o último, pois já saberemos que o tempo deles é curto conosco, só em pensar dói demais.
    ENTÃO, simmmm é meu filho e agradeço eternamente por tê-lo em minha vida.

    Ass. Fab, uma mãe realizada, Mãe do Diesel

  37. Gleicy disse:

    Eu tenho um dog alemão que é meu filhotão!!! Em casa tem um sofá só dele rsrs…..os animais tem um amor verdadeiro, sem esperar nada em troca….ficam felizes pelo simples fato de nos ver chegando depois de um dia inteiro longe de casa….e quem não concorda com isso com certeza nunca sentiu e nunca vai sentir esse tipo de amor….são pessoas menos felizes.

  38. Mayara disse:

    Eu considero sim minha cachorra como filha, pq ela depende de mim e demonstra mto amor por mim, ela adora brinca d lutinhas mas é só comigo. E por isso eu amo ela, pois tirei ela da rua quando era filhote e então acho que é por isso que ela acha que sou tipo uma mãe pra ela e acho isso muito bonito pq faz bem pra nós duas.

  39. Vanessa disse:

    Amamos nosso Shitzu Johnny, ele tem 6 anos e é meu melhor amigo. Agora estou grávida e ele esta com ciúmes da irmãzinha que esta por vir…kkk! Somos uma família e o Johnny é parte dela!

  40. Carmen disse:

    Claro que o caçula de quatro patas, meu Madruguinha, alias e meu orgulho, e sei que me ama mais que qualquer pessoa nesta vida, ele e o amor da minha vida

  41. Marta disse:

    Sim claro que chamo eles de filhos são dois machinhos muito queridos aqui e diz que os amo sempre e eles nos amam na mesma intensidade…..

  42. Poliana França disse:

    Meu Eyk é meu filho, dorme na minha cama, faz o que quer dentro das suas limitações, e sempre que viajo ele vai junto comigo, só vou pra hotel que aceita cão. Ele pra mim é o meu filho, amado.

  43. Janaína disse:

    Adorei a matéria, é impossível não sentir amor de mãe pelos cachorros.

  44. Sandra disse:

    Boa parte dos casos resume-se com um questionamento: é válido comprar seu filho no petshop? Claro que o cachorro vai amar ao dono incondicionalmente já que ganhou um lar depois de ser arrancado a força da sua mãe com dias de vida. Por isso valorizo os que resgatam os animais da rua. Esses sim merecem ser chamados não só de pais, mas sim heróis.

  45. Nilza disse:

    Tenho duas cadelas grandes, amo elas de paixão. Não tenho dúvida do amor que elas tem por mim, elas me entendem, o pior de tudo é nas férias não comem e ficam triste, para mim é uma tortura até 5 dias está tudo bem depois fico arrasada. Elas tem acesso a toda casa.

  46. CLARO QUE DEVEM SER TRATADOS COMO FILHOS.TENHO 5 FILHOS LINDÍSSIMOS TUKO,NINA,TIKIM,PITE E A MAIS NOVINHA DUDA.SÃO MEUS BEBES OS AMO MUITO!

  47. Mábilly disse:

    No momento não tenho nenhum animal de estimação, o boxer branco Otto – melhor cachorro do mundo – morreu há três anos e eu não quis outro (infelizmente a vida deles é muito mais curta que a nossa). Mas por mais que eu o amasse profundamente, tenha sofrido muito na morte dele e tenha muita saudade até hoje sempre o tratei como um cão (não dormia na cama nem lambia o meu rosto e sempre respeitei as necessidades dele como animal), mas compreendo totalmente quem os tem como filhos (também não tenho filhos ainda), é uma amor tão puro e tão verdadeiro que nos conquista. Posso dizer que o Otto era um ótimo amigo e companheiro.

  48. sher disse:

    cada um trata como quer eu tenho um que so falta falar dorme comigo,tem roupas e faÇo comemoraÇao no aniversario e dai quando precisei de uma mao amiga tive uma pata isso vai pra quem critica cada um age como se sente melhor e pra mim e¨melhor que muitas pessoas mal amadas por ai

  49. Wyc disse:

    Desde bebê tive cachorros na minha vida. Agora que estou mais velha não é diferente. Tenho dois vira-latas que tirei da rua mesmo morando em apartamento e são os maiores amores da minha vida. Não existe sensação melhor do que chegar em casa depois de um dia cansativo e ser recebida com aquele carinho e aquela felicidade!

  50. IVANETE disse:

    Eu tenho uma cadelinha de 4 anos o nome dela é Mel, ela veio para alegrar as nossas vida. Em casa ela dorme onde quer na minha cama , no sofá e até em cima da barriga do meu marido, ela é a nossa filhinha e quem não gostar de cachorro tratado como filho, não vá na minha casa. Por que lá a Mel é prioridade.

  51. Isabelly disse:

    Eu tenho um labrador genérico, SRD, comprado como original e descoberto vira-lata. Ele é uma delícia, se eu choro, ele chora, se eu durmo o dia todo, ele não sai do meu lado e dorme, e ronca, e late, e sonha alto. Se eu peço pra ele ir chamar sua avó – minha mãe – ele entende e a incomoda, se eu peço pra ele chamar seu pai – meu pai – ele começa com os chamegos. Meu primo o chama de primo e ele responde sorrindo e saltando. Meu filho é meu filho e ponto final!!! Não importa a raça, o tamanho, o pedigree… Importam o amor e a lealdade comigo, com ele e com todos da nossa família!!!

  52. Sandra disse:

    Cães SRD, tbm sentem o msm.

  53. pedro disse:

    Pode ser filhos mesmo porque toda a raça de cachorro de hoje e feita pelo homem todos descendentes do lobo acho que deviam se preocupar com o semelhante tambem quanta gente passando fome ae voces nao se preocupam acho que a maioria nao tem filhos comparar um cachorro com um filho acho muita ignorância .pensamentos pequenos e falta de carinho.

  54. Roseane disse:

    Meu cachorro querido, ou seja meu filho, se foi em junho passado, com 14 anos,nossa relação era de mãe e filho. Ainda hoje choro de saudades, um cão maravilhoso. Claro, são filhos sim, acho até que são anjos enviados por Deus para cuidar de nós e nos tornar pessoas melhores.

  55. Marcia disse:

    Eu tenho filhos gatos e filho cão, além das minhas 2 filhas bípedes
    e Homo sapiens. Amo a todos. Eu acho que tem muitos seres que se dizem ,humanos que ,não merecem nenhum tipo de sentimento.
    Eu penso que g:gosto,religião e política não se discute, cada um tem a sua!!!!!

  56. LEILA disse:

    Ola eu tinha o marron mas ele morreu so comigo ficou 16 anos ja adotei ele da rua grande assim que ele morreu tinha o guri que ficou no lugar dele mas ele também morreu machucou a coluna ai minha vó me trouxe o Scott e ele morreu filhotinho mas quando eu achava que nao podia mais ter o meus filhos de quatro patas a minha vo apareceu com o Beethoven que mes passado teve ate festa de 1 aninho dele.

  57. Flávia disse:

    Não só meu cachorro é como filho como meu gato também. E assim como no estudo entre salvar um desconhecido e salvar meus pets sem duvida os salvaria. Eles têm um amor incondicional e no mínimo esse amor deve ser retribuído. Sem contar que uma vez que nós optamos por tê-los eles se tornam nossa responsabilidade assim como os filhos humanos com a diferença que eles serão eternas crianças sempre a espera que os pais interpretem suas necessidades. Eu amo meus bebês, simples assim.

  58. IZA disse:

    Tem 3 caes na minha casa: 1 cadela preta, pequena, de raça indefinida, que escolheu meu marido como dono, ela deve ter uns 5 anos, um cão parecido com lobo, com 2 anos, que escolheu meu marido como dono, embora eu o tenha trazido para casa e o meu cachorro, que é meu xodó,é de raça indefinida , peludo, parece mestiço de coolie. Todos foram achados na rua e são nossos amores. O meu Branquinho já tem cerca de 8 anos, dorme dentro de casa e sempre que saio ele anda comigo. Não consigo imaginar minha vida sem ele.

  59. carla regina disse:

    O Kiko é o meu terceiro filho,um schanauzer que chegou as minhas mãos com “aquele” olhar que derrete qualquer mãe…. lindo, bebezinho, peludinho…foi crescendo, observando, aprendendo, cativando….nos ensinando muito…. a sermos mais generosos, mais pacientes, a doarmos mais nosso curto tempo, a darmos mais amor….eu aprendo mais do que ensino, recebo mais do que tento dar, e sou a cada dia que passa extremamente agradecida por ter um filhote, meu filhote tão maraviolhoso como ele é….sim eu sou Mãe de um cachorrinho!

  60. Há pouco mais de um mês, ganhei um filhote de pug de 35 dias. Nesse período, o amor cresceu exponencialmente. Na verdade, um amor por todos os cachorros tomou conta do meu marido e de mim. Não nos importamos se ele faz xixi e cocô fora do lugar e perdemos uma noite inteira de sono quando ele passou mal. O que eu sei é que quanto mais tempo eu passo perto do meu Kaio, menos vontade eu tenho de ter filhos humanos, porque o amor desses pets é tão grande e incondicional que preenche parte dessa falta que uma criança faria. Além do mais, tenho certeza que meu pug não vai se envolver com drogas, falar palavrão, bater na professora e outras coisas que poderiam me dar dor de cabeça ou me envergonhar. Enfim, nunca pensei que pudesse ser tão feliz com um ser tão pequeno e frágil. #SomosLoucosPorCachorros

  61. Luci disse:

    Minha filha partiu em 19.06, nao consigo continuar sem ela. Com ela vivi os dias mais lindos de minha vida, companheira de todos os momentos por nove anos e meio. A maior dor que senti ate hoje foi essa perda, na verdade, ela e que me tornou mais humana. Tenho duas filhas humanas, Pennylane era a terceira. Te amo Penny, voce continua comigo, para sempre, alem da vida.

  62. Luci disse:

    Pennylane foi a cachorrinha que me fez companhia, e alegrou meus dias, e de minhas filhas, quando ninguem mais o fez.

  63. Thays Mian disse:

    eu acho que todas as familias deviam ter um cãozinho de raça ou não… porque eles são como filhos que praticamente todo casal quer ter!!! E assim quase não teria mais cães presos em canis e nem largados nas ruas!!!!!!!!!!!!!

  64. sabrina disse:

    eu tenho uma caçhorra pastora alemã ela só tem 4 messes e e do meu damanho eu tenho 9 anos eles crecem tão rapido eu fisido todos os side sopre como cuidar de pastora alemãs eu já tive um bit bum eles são muito manso algus

  65. cleo disse:

    Eu, respeito a opinião de todos . Mas amo muito os animais, o meu era lindo ,sinto muito sua falta.

  66. cleonice disse:

    concordo plenamente em chamar o cachorro de filho sim,!tenho cinco,quatro adotadas e tres estavam sendo judiadas sendo que duas estavam abandonadas na rua perto de minha casa e machucadas por causa de pedradas das pessoas na rua ,peguei dei banho passei remedio no machucados delas e estou tratando como se fassem minhas filhas,,é mt lindo quando saio elas choram e quando chego é interesante de longe elas sabem que estou chegando e começam a pular de alegria e eu as amo muito e chamo de minhas meninas ,,eu perdi uma antes dessas duas com cancer minha companheira de mais de quinze anos ,chorei ate e depois que chana morreu e fiquei com duas que eu ja tinha ,ai apareceu essas tres eu as adotei ,e se tivesse minha casa propria eu adotaria mais que estivesse julgados na rua ´e uma pena ver os pobrizinhos julgados passando frio sede e fome muita covardia de quem as abandona ,e é um grande pecado para quem o faz ,vai receber o troca no final de sua vida é so aguardar ,,eu brigo por causa de cachorro ou algum animal que seja matratado e eu ver chingo mesmo e nao estou nem ai pra quem nao gostar .o bichinho merece respeito tb pq sente frio fome dor tristeza igual a nos e pq nao os ama lo?eu amoooooo e muito as minhas e todos que vejo .

    10/08/2015 21e02 hs

  67. emanuelle disse:

    nas fotos só não aparece o cheetos dog

  68. norberto disse:

    meu cachorro é um membro da familia
    não sei se filho irmão seja la o que for eu muito amado e respeito pricipalmente1

  69. norberto disse:

    Eu tenho uma cadelinha de um ano e meio

    ja tive outra que viveu cpmigo 14 anos

    eles são membros da familia filhos irmãos não intereça

    são muito amados e pricipalmento RESPEITADOS.

  70. André disse:

    Minha esposa e eu adotamos uma cadelinha há cerca de um ano e 8 meses. No começo, todos gostávamos muito da cadelinha, brincávamos, levávamos para passear, praia, acampamentos etc, mas depois que minha mulher ficou grávida (já está no nono mês), e, coincidentemente com o amadurecimento da cadela, que deixou de ser tão divertida e brincalhona, minha esposa passou a cada vez mais odiar a pobrezinha. É insano, egoístico, sem explicação lógica e cruel. Chegou a me obrigar a colocar a cadela para fora, mas coloquei a bichinha pra dentro de novo no dia seguinte. É muito complicado pois ela está errada, mas se defendo a cachorra, é como se estivesse preferindo o animal a minha esposa. Ela criou essa situação de confronto, de rivalidade. Mal posso alimentar e cuidar da cadela, sempre na mira dos olhos raivosos da minha esposa. A coitadinha não passeia mais, não brinca nem é acariciada. Sinto muito com isso, mas não sei o que fazer. Minha esposa é bem cabeça dura e não há chances de convencê-la, racionalmente, de nada. Sempre gostei muito de animais. O que eu faço?

  71. Magali disse:

    Tenho um cachorro de 2 anos e a irmã dele de 2 anos tambem, a 2 meses adotei mais uma cadelinha de 6 meses mais ou menos, e tenho tambem 2 tartaruguinhas, tudo o que vou fazer digo para eles vem com a mamãe, mamãe vai dar comidinha, banho, remedinho. O veterinario vem em casa cuidar dos 3, não deixo faltar nada para eles assim como para minha filha de 16 anos, para mim são meus filhos, meus bebes. Acho os animais mais sinceros e honestos que as pessoas. Amo animais

  72. katia disse:

    minha querida belinha e minha filha cuido dela como trato meus filhos ela e minha companheira….

  73. Serg disse:

    Sobre a pergunta de tratar cachorro como filho: Você compraria um filho? Ou venderia seus filhos e netos? me parece contraditório alguém que chame o cachorro de filho comprar um cão.

    • Linda disse:

      Contraditório pra mim é tratar mal um animal… Sendo ou não adotados merecem o MÁXIMO de carinho, e serem tratados como filhos SIM, se for pra tratar como LIXO, melhor nem tentar ter um.

      • Eliana disse:

        Aqui chamamos o nosso de filhinho por ser pequeno. Mas também de amor, filhote, fofo, tudo menos de cachorro. rs Meu marido chega e diz: “O papai chegoooooooooooooou! ” “Cadê o filhinho do papai?”,do mesmo jeito que falava com o nosso filho, hoje com mais de vinte anos, que a princípio, estranhava e agora diz: “Vai pro colo da mamãe!”rs E pra finalizar, todas as pessoas que eu conheço tratam do mesmo jeito. E, assim como eu, dizem que a casa é deles também. Incomodados que não venham. kkkkkkkkkk

  74. André disse:

    eu tenho um cachorro que eu amo muito gosto mais dele do que de meus pais e irmãos as veses me assusto com isto quando ele ficou doente eu chorei muito ainda bem que ele não tem mais nada

  75. Eliana disse:

    Aqui chamamos o nosso de filhinho por ser pequeno. Mas também de amor, filhote, fofo, tudo menos de cachorro. rs Meu marido chega e diz: “O papai chegoooooooooooooou! ” “Cadê o filhinho do papai?”,do mesmo jeito que falava com o nosso filho, hoje com mais de vinte anos, que a princípio, estranhava e agora diz: “Vai pro colo da mamãe!”rs E pra finalizar, todas as pessoas que eu conheço tratam do mesmo jeito. E, assim como eu, dizem que a casa é deles também. Incomodados que não venham. kkkkkkkkkk

  76. luis disse:

    tenho cachorro e adoro ele,é meu amigo e companheiro,mas jamais chamaria de filho, perder um filho é muito ruim e pra mim seria complicado chamar um animal de filho,por mais que ame-o
    por favor é somente minha opinião,não quero ser ofendido, simplesmente expus minha opiniao

  77. angélica disse:

    Eu tenho uma cadela da raça dachshund , que tenho como milha filha , dome onde quer e inclusive em minha cama e ai de quem falar alguma coisa contra rsrsss

  78. Luiza disse:

    Tenho quatro adotados e amo eles, Airom, Duque, Nenê e Cristal. Todos foram resgastados das ruas.

  79. Luiza disse:

    Qual a raça dos meus cachorros? Não sei e nem quero saber, amor pelos animais é assim, a gente simpesmente ama e cuida com todo carinho.

  80. Gaby disse:

    Minha cachorrinha é minha bebê de 2 anos, realmente. Tenho 3 filhos humanos e 2 cachorros que são como filhos.

  81. Rediu disse:

    irei ter um cachorro filhote vira-lata em breve, só estou esperando ele desmamentar.

  82. SANDRO disse:

    eu vou além…minha cachorrinha,lupita, eu amo mais que meus filhos.

  83. SANDRO disse:

    minha cachorrinha lupita é o meu xodó,a minha alegria,quem me faz sorrir e me emocionar com seu amor e inteligência.

  84. Bazzo disse:

    Amo cães! Nos meus 34 anos de vida, desde que me entendo por gente, sempre tive esses anjinhos! Hoje tenho o meu filho o Lipy um poodle muito, mas muito arteiro e muito amado também 🙂

  85. Bruno disse:

    Acho errado tratar cachorro como gente, não que não se deva dar amor, uma coisa não tem nada a ver com a outra, contudo meu cão é meu companheiro, meu amigo, é uma relação de confiança baseada em outras coisas que não uma relação de pai e filho, nem por isso claro é fraca ou dispensável. Sou louco por meu animal.

  86. Luis disse:

    não temos filhos, mas temos três filhinhas caninas, aqui em casa tudo é em função delas, ate mesmo a desarrumação da casa(rsrsr), a unica coisa que me preocupa é que partem antes da gente, acho que cachorro deveria ser eterno

  87. nycky disse:

    Como amo os animais não sei viver sem eles. Tive um labrador com 18 anos e vivi os ultimos 5 anos em função dele. A atenção, preocupação e todas as rotinas veterinarias eram levadas bem a sério como se fossem de uma pessoa sem olhar a despezas. Tantas e tantas vezes lhe disse como o amava mesmo com todas as asneiras que hoje sinto tanta falta. Quando se ama não se esquece, é para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *