MENU

Anterior

Pastor alemão detecta câncer na tiróide com quase 90%...

Próxima

Próxima

Brinquedos inteligentes para cachorros

Próxima

12/03/2015 Comentários (8) Visualizações: 38139 Cachorros, Viagem E Saídas

Dicas para viajar com o cachorro em segurança

Considerados verdadeiros membros da família, os cães comumente acompanham os seus donos durante as férias e em outras viagens recreacionais.  Sendo assim, torna-se cada vez mais importante para o proprietário entender como viajar com o seu cachorro buscando que os passeios sejam o mais proveitoso e o menos estressante possível para o animal.

De acordo com uma pesquisa feita pela empresa Trip Advisor, nos Estados Unidos, 44% dos donos de animais de estimação planejam viajar com o seu animal nos próximos 12 meses, enquanto 77% afirmaram já ter viajado acompanhado de seus pets no mínimo uma vez no ano passado.  A previsão para as próximas viagens entre donos e animais de estimação é de que 97% viajarão de carro, 12% de avião e 5% de barco.

Considerando que muitos querem viajar com seus cães, é importante entender os riscos que o animal corre em uma viagem, desde se perder dos donos até ser agressivo com uma pessoa na rua em outro país. Assim, preparar-se corretamente para viajar com o seus animais é crucial para não ter dor de cabeça na hora de relaxar e se divertir.

Como planejar a viagem com o cachorro

Incluir o cachorro na viagem agrega desafios e, ao mesmo tempo, divertimento à viagem. Dentre os preparativos para evitar dores de cabeça e reduzir os riscos de que algo saia errado, destacam-se:

Ligue para o hotel e verifique se o local aceita cães.  Todos os interessados em levar o cão na viagem devem fazer isso, mas esse ponto é especialmente importante para donos de cães de grande porte, pois alguns hotéis que dizem que aceitam cães, na verdade, só permitem a entrada de raças de pequeno porte.

Leve o cachorro ao veterinário.  O cão deve ser levado ao veterinário antes da viagem para verificar se todas as suas vacinas estão em dia e se ele está bem para encarar a jornada que está por vir. Os trajetos e a viagem em si podem ser estressantes para os animais e não se pode correr o risco de debilitar a saúde de quem já não está muito bem. Se o veterinário considerar adequado e dependendo do lugar de destino, pode valer a pena que sejam ministrados vermífugo e anti-pulgas.

Coloque plaquinha de identificação no cão com endereço e telefone do hotel.  Considerando que você não estará em casa, a pessoa que achar o seu cachorro em caso de perda deve conseguir entrar em contato com o dono facilmente. Algumas delas são feitas de forma a permitir que o dono escreva os novos dados de contato na plaquinha. Para te poupar trabalho, encontramos algumas plaquinhas de identificação maravilhosas nesse site. Para os donos que já colocaram plaquinha de identificação no cão, garanta que elas estejam legíveis e que terá alguém para receber a ligação em caso de perda no contato da plaquinha.

Verifique o ar condicionado do carro.  Principalmente em dias quentes, é necessário verificar se o carro está com o ar condicionado funcionando adequadamente. Dependendo da temperatura do dia e da raça do cachorro, é necessário que o ar condicionado fique funcionando durante a viagem toda. Caso não esteja, garanta que o seu cachorro esteja em um local com boa ventilação, particularmente as raças braquicefálicas, tais como buldogue francês e pug.

Peça referências de petshops e clínicas veterinárias no destino.  Converse com o seu veterinário e com amigos e familiares para, em casos de emergência, você precise entrar em contato rapidamente com alguém de confiança no seu local de viagem. Busque recomendações de pessoas e profissionais da área de confiança pode ser uma boa solução.

Estude quais passeios na região são apropriados para o cachorro.  Passeios recreacionais devem levar em consideração a personalidade e o nível de energia do cachorro.  Sendo assim, é necessário equilibrar passeios que são interessantes somente para pessoas –  por exemplo, comer em um restaurante – com passeios que também agradem os cães, como uma trilha ou um nado em uma boa lagoa.

Verifique se a empresa de transporte aceita cães. Algumas empresas de transporte, seja ele aéreo ou terrestre, não aceitam cães. Outras somente aceitam cães de algumas raças ou a partir de alguma idade, ou ainda aceitam algumas raças somente no compartimento de carga, cobram uma tarifa e exigem que eles tomem um sedativo para dormir durante o trajeto. Aqui vão alguns links úteis: para quem vai viajar de Gol; para quem vai de Tam; para quem vai de Avianca; para quem vai de Azul. Se você ainda não sabe qual companhia vai viajar e está levando o tratamento aos animais em conta para decidir, dê uma olhada nesse resumão. Se você estiver indo de ônibus ligue diretamente para a empresa responsável e verifique se você pode levá-lo, não deixe para a última hora. Se você a

Verifique se aceitam cães no local de destino e qual a documentação exigida. A documentação exigida por cada país varia bastante, sendo que alguns lugares exigem inclusive quarentena. No caso da Espanha, por exemplo, algumas raças como American Staffordshire Terrier e Dogo Argentino não podem entrar. Alguns dos mais rígidos são a Finlândia, Inglaterra, Irlanda, Malta e a Suécia. Veja a documentação para levar o cachorro para cada país aqui.

Dicas do que levar para viajar com o cachorro

Objetos que já são familiares ao cão devem ser levados na viagem, de forma a trazer conforto para ele.  Ao mesmo tempo, brinquedos e novos objetos devem ser levados com a intenção de distrair e entreter o cachorro.  Dentre as diversas coisas que você pode levar em uma viagem, as mais importantes são:

  1. Potes de comida e de água. Se você quiser levar um novo, bonitinho, para não fazer feio, dê uma olhada nesses.
  2. Ração e container para transporte da ração
  3. Caixa de transporte
  4. Protetor solar, principalmente para cães com pêlo claro, pouco pêlo ou que terão bastante exposição ao sol
  5. Cobertor ou cama que podem ser facilmente lavados
  6. Shampoo e toalha, para dar banho no cachorro se for necessário
  7. Brinquedos e petiscos para distrair o cachorro durante a viagem, principalmente em momentos em que ele ficará sozinho
  8. Remédios.  Converse com o seu veterinário para ver se é necessário dar antes da viagem ou levar algum medicamento para o cachorro.  Isso é comum em casos em que o animal enjoa durante a viagem ou é alérgico à pulgas ou carrapatos
  9. Papel toalha, pano de chão e produto de limpeza.  Acidentes, como fazer xixi no lugar errado ou passar mal, acontecem e é sempre bom ter alguns produtos para limpar a sujeira.
  10. Documento do cachorro e carteira de vacinação
  11. Saquinhos para recolher cocô

Encontramos também um kit viagem e um kit passeio que vale a pena e de uma vez só traz bastante coisa

Como treinar o cachorro para ficar tranquilo na viagem

Na hora da viagem, o cachorro já deve se sentir confortável com os cheiros, com os sons do motor, com a sensação do movimento, e também com a sensação de estar dentro de sua caixa de transporte.  Para essa experiência ser a mais tranquila possível, o cão já deve associar todos esses fatores presentes em uma viagem com coisas legais e positivas para ele.

Cachorros que têm pouca experiência com carros e aqueles que somente entram no carro para ir ao veterinário ou ao petshop, provavelmente, não se sentirão confortáveis com viagens desse tipo. Isso ocorre pois eles geralmente associam o carro a experiências negativas e estressantes, como, por exemplo, o banho em um petshop ou um exame clínico forçado que fizeram uma vez. Para esses casos, o trabalho inicial será de quebrar essa percepção negativa que o cão tem do carro e fazê-lo começar a associar o veículo com experiências positivas, tais como um passeio ao parque.

Para acostumar o cachorro com a caixa de transportes é importante colocá-la em um lugar onde o cachorro gosta de ficar, em um lugar fresco e ao abrigo do sol e da chuva.  Se a caixa de transportes for substituir a cama durante a viagem, coloque a caixa perto da cama do cachorro e, quando ele se sentir confortável, insira a cama dentro da caixa.  Todos os dias, o cachorro deve ser incentivado a entrar na caixa.  Quando ele entrar, recompense-o com petiscos e elogios, criando, assim, uma associação positiva com a caixa de transporte.

Em alguns casos, você pode considerar substituir a cama pela caixa, para incentivar o cão a associá-la com um lugar aonde ele pode relaxar e ficar tranquilo.

Para acostumar o cachorro com o carro, os donos precisam inicialmente abrir a porta do carro e deixar o cachorro sentir o cheiro, permitindo que ele entre no carro, explore texturas, novos cheiros e objetos que ficam no veículo.  Quando o cão se sentir confortável, coloque a caixa de transporte dentro do carro e peça que o cão entre nela.

Durante essa experiência, é importante não fechar a porta da caixa de transportes sem que o cachorro relaxe antes. Caso o animal seja preso quando estiver tenso, é possível que ele se recuse a entrar novamente.

Em um segundo momento, ligue o carro para que o cachorro se sinta confortável com os sons do veículo.  Nessa hora, peça ao cachorro para entrar dentro da caixa.  Quando o cão relaxar, será possível fechar as portas do carro e, se ele estiver calmo, dirigir por um período curto de tempo.  Fazendo isso pelo menos uma vez ao dia em diversas ocasiões antes da viagem, você ajudará o seu cão a entrar no carro e viajar tranquilamente.  Quando possível, o cachorro deve ser levado para algum lugar divertido no carro.  Desta forma, ele associará entrar no carro com chegar em um destino que ele gosta.

Cada cachorro tem o seu próprio ritmo para se acostumar com novas pessoas, sons e objetos.  Leve isso em consideração quando você for planejar uma viagem com o seu cachorro.

Para manter o cachorro calmo durante a viagem é importante ter por perto objetos familiares a eles.  Ou seja, se comprar algo de novo, como uma caixa de transportes ou um cobertor, é importante apresentar isso ao cachorro antes da viagem, quando ele está em um ambiente onde ele se sente bem, por que durante a viagem, tudo será novo.  Sendo assim, as coisas conhecidas, como a caixa, os brinquedos e um cobertor, devem ser utilizadas para trazer familiaridade e conforto ao cachorro.

Os cães que não usam a caixa de transporte devem viajar com cinto de segurança e peitoral, pois além de proteger você ao evitar que o cão te distraia, também protege o animal de paradas repentinas e curvas bruscas. Privilegia peitorais à coleiras tradicionais em situações desse tipo. Jamais use enforcadores com o cinto de segurança.

Dicas para lembrar durante a viagem com o cachorro

Durante a viagem, páre frequentemente para permitir que o cachorro saia do carro, estique as suas pernas, dê uma caminhada e faça as suas necessidades.  Esses momentos servem também para o animal explorar o ambiente e se distrair um pouco antes de entrar no carro novamente.  Nesses períodos, ofereça água ao cachorro.

Vale notar que o cachorro não deve ser alimentado algumas horas antes e nem durante a viagem, de forma reduzir as chances de ele ficar enjoado durante o trajeto.  Ao longo da viagem, converse com o seu cachorro pois em vários casos, a voz humana traz conforto em momentos de estresse e pode acalmar cães que se sentem desconfortáveis na hora de viajar.

ATENÇÃO: O carro não deve ser estacionado com um cachorro sozinho dentro jamais, principalmente em lugares muito quentes.  Cães, especialmente, os braquicefálicos, morrem facilmente de insolação e dificuldades de respiração dentro de lugares que não tem muito ventilação. Sendo assim, ao parar o veículo, saia com o cachorro e deixe-o na sombra.

Se você ainda estiver preocupado, veja essa experiência super bacana de quem já levou o cão para a Europa e aqui tem alguns produtos bacanas para levar na viagem.

8 comentários para Dicas para viajar com o cachorro em segurança

  1. Renata disse:

    Gostei das dicas, so quero fazer mais uma perguntinha. Eh necessário uso de cinto de segurança na caixa trasportadora?

  2. » Como levar o seu cão para viajar - disse:

    […] correr bem, também é muito divertido. Para evitar as dores de cabeça e reduzir os problemas, o Link Animal listou alguns cuidados que você não pode esquecer. Prepare-se corretamente e boa […]

  3. Muito completo seu post! Eu vou viajar de ônibus esse mês com meu cachorro. Comprei minha passagem nesse site aqui http://queropassagem.com.br/ e a empresa que escolhi aceita que leve o pet dentro da caixa de transportes, mas ela tem que ser da largura determinada por eles, pra não ficar mexendo dentro do ônibus. Espero que o Ozzy fique tranquilo com a viagem que vamos fazer, afinal ele é parte da família também!

  4. maria disse:

    vou pra disney em janeiro quero levar minha cachorrinha pinche sero sera que vou ter problemas

  5. Bianca disse:

    Ótimas dicas! Eu sempre levo o meu cachorro quando viajo e realmente precisamos tomar muito cuidado, eu li um artigo muito bom de “Como manter seu cão seguro no carro” aqui http://www.seguroauto.org/como-manter-seu-cao-seguro-no-carro

  6. Daniel disse:

    Muito bom o artigo! esclareceu vários dúvidas, vou viajar tranquilo com meu cachorro agora 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *