MENU

Anterior

Peça de teatro chama a atenção para a posse...

Próxima

Próxima

Como proteger o seu cachorro no clima frio e...

Próxima

14/08/2014 Comentários (0) Visualizações: 4250 Cachorros, Cuidados Básicos, Cuidados Básicos, Gatos

Cardiologia veterinária: problemas mais comuns em cães e gatos

cachorro e dois coracoesPor definição, cardiologista é aquele que cuida do nosso coração, mas a especialidade médica capaz de diagnosticar e tratar problemas neste órgão vital não é uma exclusividade dos seres humanos. Nas últimas décadas, médicos veterinários têm se especializado na área a fim de oferecer aos animais boas condições mesmo quando sofrem de disfunções genéticas ou adquiridas. Para comemorar o Dia do Cardiologista, conversamos com a médica veterinária Dra. Lilian Caram Petrus.

Doutoranda da FMVZ/USP, Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária e Responsável pelo serviço de cardiologia do Pet Cor, a especialista nos contou um pouco sobre sua carreira e sobre os problemas cardíacos que mais acometem animais de estimação. Confira abaixo:


LinkAnimal: Por que você escolheu trabalhar com cardiologia veterinária?

Dra. Lilian Petrus: A cardiologia é uma especialidade médica fascinante. Ela ocupa-se do estudo do sistema cardiovascular, formado pelo coração e vasos sanguíneos. O coração é um dos órgãos mais importantes do corpo de um animal, pois é graças a ele que o sangue é bombeado para o resto do corpo, mantendo assim o aporte nutricional e energético de todas as células do organismo. É por isso que o estudo da cardiologia me atraiu e continua atraindo muitos profissionais da área médica veterinária.


LinkAnimal: Apesar desta maior procura de profissionais pela especialização, você acha que ainda existe um déficit nesta área?

Dra. Lilian Petrus: O número de profissionais nesta área tem crescido bastante nos últimos anos. Para ter uma ideia, a Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária tinha cerca de 40 sócios em 2010, enquanto que hoje essa entidade tem cerca de 180 sócios, e com potencial de crescer ainda mais. Não acredito em déficit de profissionais, mas o interesse do profissional médico veterinário e do próprio proprietário do animal pelo serviço especializado tem crescido muito em São Paulo e em várias regiões do Brasil. Isso permite que não apenas a cardiologia, mas outras especialidades médico-veterinárias tenham grande potencial de crescimento.


LinkAnimal: Então é aconselhado que cães e gatos façam check-ups periódicos com o cardiologista ou eles só devem ser encaminhados ao especialista quando apresentam algum sinal de enfermidade?

Dra. Lilian Petrus: Os cães e gatos devem passar por avaliações periódicas pelo seu médico veterinário. Ele será capaz de detectar anormalidades referentes ao sistema cardiovascular, tanto pelo exame físico quanto pelos exames complementares, e se necessário irá encaminhar para um profissional da área de cardiologia.


LinkAnimal: Atualmente ouvimos falar muito sobre cães e gatos que sofrem de problemas cardíacos. Por que houve este aumento de casos nos últimos anos?

Dra. Lilian Petrus: A expectativa de vida dos cães e gatos aumentou muito nos últimos anos e um dos principais motivos para isso foi a mudança de postura do proprietário frente a um animal de estimação. Isso fez com que algumas doenças, como é o caso das doenças cardíacas adquiridas, começassem a aparecer, simplesmente em virtude do envelhecimento da população canina e felina. Além disso, as técnicas diagnósticas para doenças cardiovasculares evoluíram muito nos últimos anos, permitindo um acesso não invasivo das principais enfermidades cardíacas que acometem os animais domésticos.


LinkAnimal: Na sua rotina, quais as patologias mais comuns em cães e gatos?

Dra. Lilian Petrus: A principal doença cardíaca que afeta os cães, principalmente os de pequeno e médio porte, é a doença degenerativa crônica da valva mitral, que leva a um aumento progressivo do lado esquerdo do coração. Já nos felinos, a doença cardíaca mais comum é a cardiomiopatia hipertrófica, que consiste em um aumento da espessura da parede do coração. Os cães de grande porte podem ser acometidos pela cardiomiopatia dilatada, que é uma doença que leva a diminuição da contratilidade cardíaca e, consequentemente, aumento das cavidades do coração.


LinkAnimal: A indústria farmacêutica veterinária tem colaborado para minimizar estes tipos de enfermidades?

Dra. Lilian Petrus: Não existe uma forma de prevenir o desenvolvimento dessas enfermidades. Os fármacos existentes hoje no mercado apenas tratam as manifestações clínicas da doença cardíaca, dando a esses animais uma melhor qualidade de vida e uma sobrevida maior após o diagnóstico da enfermidade. O que hoje temos é um grande investimento das principais indústrias farmacêuticas em trazer muitos fármacos da medicina humana para o mercado veterinário, adaptando esses medicamentos para a nossa realidade.


LinkAnimal: Como um leigo pode identificar problemas cardíacos em seu animal? Existe algum tipo de sinal que indica que algo não vai bem com o coração dos cães ou gatos?

Dra. Lilian Petrus: Nos cães um dos principais sintomas de doença cardíaca é a tosse, porém estes animais podem também apresentar cansaço, falta de ar, ou até mesmo fraqueza e desmaio. Já os gatos demoram muito tempo para manifestar sintomas das doenças cardíacas e quando apresentam, em geral são manifestações graves, que incluem falta de ar e paralisia de membros, principalmente os posteriores, pela formação de coágulo no interior do coração que pode se desprender e obstruir a circulação de algum órgão.


LinkAnimal: Que dica você deixaria para estudantes de veterinária que gostariam de seguir um caminho similar ao seu?

Dra. Lilian Petrus: Primeiramente, esses futuros profissionais devem ter o conhecimento de clínica geral bem desenvolvido antes de optar por uma especialidade. A partir do momento que tiverem a certeza de que querem seguir a cardiologia veterinária, procurem sempre se atualizar, pois esta é uma área da medicina veterinária em que as mudanças têm acontecido de forma muito rápida.

Foto principal: Valentine’s Day Cocker Spaniel por Found Animals Foundation / CC BY-SA 2.0
loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>