MENU

Anterior

O macaco e o gato: histórias de amizade

Próxima

Próxima

Peça de teatro chama a atenção para a posse...

Próxima

31/07/2014 Comentários (8) Visualizações: 38290 Curiosidades, Gatos, Problemas De Comportamento

Como criar um gato carinhoso?

Quanto mais cedo um gato conviver com pessoas, maior as chances de ele ser um gato carinhoso com pessoas e gostar de ter gente ao seu lado.   Pesquisas revelam que gatos que recebem carinho e atenção frequente de pessoas até a sexta semana de vida passam mais tempo no colo do que gatos que só começam a conviver com pessoas a partir da sexta semana.

gato carinhoso com o dono

Deixar o gato exposto a pessoas é o melhor caminho para criar uma relação de afeto entre os dois.  Interessantemente, o tempo do contato conta muito, sendo que um filhote que passa 15 minutos por dia interagindo com pessoas tende a ficar menos no colo do que aquele que passa cerca de 45 minutos diários socializando com humanos.  A socialização com seus donos é tão importante para os gatos que vários passam o dia inteiro dormindo enquanto seus donos estão fora só para estar acordado e brincar quando eles chegam em casa.


 

Arranhador para gatosPara estimular aproximadamente 45 minutos de interação com o seu gato, traga brinquedos para o seu ambiente.  Considere também brinquedos versáteis, como esse arranhador, que além de incentivar o seu felino a ficar longe dos móveis, proporciona um espaço para vocês dois brincarem e permite ele a ficar em um lugar elevado.


 

A socialização dos gatos é o mecanismo mais importante para fazer com que esses felinos se sintam bem com as pessoas ao seu redor e possam conviver harmoniosamente com elas. Esse processo busca tornar o animal mais carinhoso e receptivo.   O ideal é que ele seja realizado até a 6ª semana de vida do filhote, pois, quando adulto, gatos não socializados tendem a ser mais independentes e menos carinhosos com pessoas.

Gatos carinhosos normalmente convivem com várias pessoas

Quando o gato convive com somente uma pessoa, ele pode criar uma associação positiva com essa pessoa, mas não com pessoas em geral.  Por exemplo, um gato que só conviveu com uma mulher pode somente aceitar o colo dela.  Em alguns casos, ele pode ser carinhoso com todas as mulheres, porém não com homens ou crianças. Por isso, o ideal é que, desde filhote, o gato conviva com, pelo menos, duas pessoas com características diferentes, como um homem e uma mulher ou um homem e uma criança, para que, assim, ele abra a sua visão dos diferentes perfis de pessoas e seja um gato carinhoso com todos.

Ter brinquedos como esses em casa pode ajudar a promover a interação entre as suas visitas e o seu gato.  Assim, as pessoas se sentirão motivadas para brincar com o seu gato e ele poderá associar que novas pessoas a brincadeiras.

Gatos se sentem confortáveis com pessoas que são similares aos moradores de sua casa

Para gatos, pequenas diferenças no comportamento ou na fisionomia de uma pessoa podem significar a diferença entre perigo e segurança.  Por exemplo, um gato que só conhece adultos pode encarar crianças com cautela.   Da mesma forma, mulheres são vistas como diferentes de homens, e assim por diante.

Se o gato convive apenas com mulheres, é possível que ele acabe recebendo bem qualquer mulher. Porém, se o gato não é acostumado com homens, ainda que sejam pessoas, pode acontecer do animal não gostar dessa característica, ter medo e até atacar essas pessoas. O mesmo acontece se o gato não está acostumado com crianças, já que estas podem apresentar uma ameaça ao território deles.

Por isso, é importante que um gato que vive em casa, principalmente em uma casa movimentada, seja acostumado a conviver com vários tipos de pessoas, homens, mulheres, crianças, bebês e idosos, porque, dessa maneira, ele não estranhará a presença de alguém novo no ambiente.

Se você tem um cachorro em casa, aprenda as diferenças entre o comportamento dos dois animais e veja essas dicas sobre como ensinar os dois a se darem bem.

Foto: Beso Forzado por Juanedc / CC BY 2.0 
loading...

8 comentários para Como criar um gato carinhoso?

  1. o meu gatinho (miguel)foi criado com todo mundo .depois de adulto so convive com a familia,basta o interfone tocar que ele some.muito fofo

  2. Lourdes disse:

    Meu gato Prince foi tirado da mãe muito cedo, não mamou nem um mês. É um bichano altamente apavorado, só interage comigo e desaparece quando chega alguém. Fica tremente a qualquer barulho e se esconde. Para tomar vacina é um problema e cortas as unhas, nem pensar, porque ele arranha e morde todo mundo.O mede é tanto que ele fica com os olhos arregalados e treme. Tentei dar floral mas ele logo percebe e desaparece. A veterinária me falou

  3. Rozária disse:

    Temos uma gatinha de nome Mel, ela foi pra minha casa ainda bebê, hoje ela está com 2 anos, só quer ficar na rua, sempre falo que ela virou gata de rua. Só vai em casa pra comer. Damos todo carinho pra ela, mas ela é muito brava e não gosta de carinho, fico com pena da minha filha, ela queria que a Mel fosse carinhosa e dengosa. Ainda tem como ela ficar assim?

    • henrique disse:

      Tenho….troque seu gato por um cão.

    • Bianca disse:

      Você deveria telar a casa para que a gata não tenha acesso à rua pois é até perigoso ela ficar pela rua. Eu adotei uma gatinha adulta que estava grávida e ela era super carinhosa comigo no início, depois ficou brava, mas eu sou muito carinhosa e agora ela é super dengosa e o filho dela, que nasceu com a gente não é tanto quanto ela. Eu acho que se você insistir e fizer bastante carinho, procurar perceber as coisas que ela gosta e os locais que ela mais gosta que seja acariciado, você vai conseguir fazer ela ser mais apegada e carinhosa. Os meus gatos também ficam loucos pra ir pra rua, mas meu apartamento é telado!

  4. Aparecida Franco disse:

    Meus gatos são carinhosos e brincalhões.

  5. flávia franco disse:

    Boa tarde! Temos uma gata encontrada na rua,era filhote.Deverá estar fazendo 2 anos daqui 2 meses. Minha
    filha que não mora comigo,arrumou um gatinho que deve estar com mais ou menos 6 meses.Quando ela vém passar o
    final de semana vém com o bichano,que é uma gracinha.
    Acontece que a nossa Tarja,rosna,rosnado de pantera, com isso ficamos com mêdo que machuque o gatinho,que não é
    pequeno,é quase do tamanho da Tarja.Eu falei para minha
    filha deixar o Jhonny chegar perto,solto, próximo da Tarja.
    É essa atitude que devemos ter ?Qual a solução ? Espero que você me oriente.Obrigada desde já . Flávia

  6. danilo disse:

    aqui em casa nós não damos nomes aos gatos,chamamos eles conforme sua cor,se o gato e branco chamamos ele de ‘gato branco’,se e prento ‘gato preto.’ e assim em diante kkkl.
    bom meu gato branco,ele e surdo o bixano não escuta nada ;-;, mais isso não atrapalha ele, eu acho, Mâs ele esta muito vagabundo vive saindo de casa,mal come,e esta muito magro. antes eu viva brincando como ele de luta,altos fightrs, mais agr ele esta vagabundo ;-;,acho que arrumou uma gata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>