MENU

Anterior

Gatinhos brincam com caixa

Próxima

Próxima

4 motivos para dar brinquedos ao gato

Próxima

15/10/2013 Comentários (0) Visualizações: 6010 Bio Florais, Cuidados Básicos, Curiosidades, Gatos, Projetos Especiais

Gatos podem fingir que estão doentes

Um estudo publicado no Jornal da Associação de Medicina Veterinária dos Estados Unidos revelou que os gatos são capazes de fingirem estar doentes.

Assim como os humanos, os felinos podem ser temperamentais, especialmente em casos em que nós, como seus donos, agimos de uma forma que eles não gostem. Isso ocorre principalmente quando o dono altera algo na rotina do gato como, por exemplo, o seu horário de comer ou local da caixa sanitária.  No entanto, o que o estudo conclui é que gatos podem criar sintomas de falsas doenças quando eles não estão de acordo com alguma alteração em seus ambientes.

gato_laranja_dormindo.jpgOs sintomas mais comuns das falsas doenças são recusar comida, tossir, cuspir bola de pêlos e até mesmo vomitar.  A principal explicação para este comportamento é a dificuldade de aceitar alterações em eventos comuns, como um atraso do dono ou a entrada de uma nova pessoa na casa. Em muitos casos também é comum o felino fazer xixi ou cocô fora do lugar como uma forma de protesto.

A rotina é um dos elementos mais importantes na vida equilibrada dos gatos

De acordo com os cientistas que conduziram a pesquisa, manter a rotina é um hábito positivo para o gato. Isso porque tantos gatos saudáveis quanto os doentes apresentam os mesmos tipos de sintomas quando têm a rotina alterada. O mesmo estudo revelou que os animais que sofrem de cistite intersticial (um tipo de inflamação dolorosa na bexiga) podem exibir melhoras em seus tratamentos quando uma rotina é estabelecida.

Sempre que o seu gato exibir alguma mudança na sua saúde, encaminhe-o ao veterinário imediatamente.

Fatores que podem auxiliar na saúde e felicidade do gato:

  • Criar uma relação direta, chamando o gato pelo nome.  O hábito de chamar o gato pelo nome, além de identificar o animal, ajuda o felino a compreender melhor os seus hábitos e rotinas.  Na maioria das vezes, o gato responderá ao seu nome.  Em casos em que isso não ocorre, o erro de comunicação pode ser responsabilidade do dono.
  • Alimentação regrada e com horários. É super importante que o gato seja alimentado com regularidade e nos mesmos horários.  De todas as rotinas, essa é a que mais necessita precisão.
  • Entretenimento e diversão fazem o gato mais feliz. A brincadeira é uma ótima maneira de fazer seu gato de desenvolver. O recomendado é que brinque no mínimo de 10 a 15 minutos com o seu felino diariamente. Vale a pena lembrar que é durante este tipo de atividade que o animal desenvolve o instinto de caça e presa, além de aguçar os sentidos.
  • Higienização da caixa de areia. A caixa de areia é um lugar sagrado para o gato e ele gosta de tê-la sempre limpa e à disposição. Portanto, certifique-se de higienizá-la logo após o uso do felino. Caso contrário, o animal poderá fazer suas necessidades em outros lugares.

O seu gato já deixou de comer por conta de alguma alteração na rotina?  Comente abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *