MENU

Anterior

Como fazer o cachorro parar de cavar

Próxima

Próxima

Florais para cachorro: como escolher

Próxima

14/07/2014 Comentários (0) Visualizações: 4005 Bio Florais, Cachorros, Dicas De Produtos, Dicas De Produtos, Gatos, Projetos Especiais, Viagem E Saídas

Completando a terapia: shampoo, condicionador e perfume floral

A empresa Bio Florais, especialista em florais para cachorros, disponibiliza produtos que permitem que gatos e cachorros realizem a terapia de florais de forma alternativa.

O método tradicional de tomar florais exige que cachorros tomem algumas gotas durante o dia ou que os florais sejam colocados na água do cão. Mas isso nem sempre é tarefa fácil. Alguns cães não aceitam bem que pinguem gotas diretamente em sua boca, outros frequentam uma creche e passam o dia longe de seus donos. Nesses casos, o uso de shampoo, condicionar, aromatizantes e perfumes com florais pode ser um bom complemento para o tratamento do cão.

Bio Florais oferece formas alternativa de aplicar florais em cachorros

A linha de shampoos, condicionadores, aromatizantes e perfumes florais oferece uma forma de complementar a terapia de floral para cães.  Sem a necessidade de ter que aplicar no cão várias vezes ao dia, esses métodos complementares permitem que o cachorro receba as essências das flores no ambiente onde vivem e em situações normais do seu dia a dia, como a hora do banho.

Esse complemento é importante para quem quer resultados rápidos e mais eficientes. Uma das principais características do tratamento de florais está em você trabalhar, não só o cão, mas também o ambiente onde ele vive. Para cachorros que passam o dia em casa, o floral para ambiente pode ser utilizado para equilibrar, não só a energia do cão, mas também a energia dos outros integrantes da casa. Em diversas oportunidades, o que os cães estão sentindo é reflexo do que nós estamos sentido e, por isso, é importante que nós, donos, também procuremos melhorar como uma forma de ajudar e resolver o problema do cachorro.

Bioflorais
Foto principal: Meg’s First Bath por Martyn Wright / CC BY 2.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *