MENU

Anterior

Maine Coon

Próxima

Próxima

Munchkin

Próxima

Ragdoll

Reconhecido por: GCCF, FIFe, CFA, TICA

País de Origem: Estados Unidos

Data de Origem: 1960

Porte: Grande

Peso: 4,5 - 10 kg

Tamanho do Pelo: Médio

Tipo da Pelagem: Macia e Lisa

Expectativa de Vida: 12 a 17 anos

Cor: Todas as cores sólidas, tartagura e bicolores (exceto canela), em padrão sólido e tabby com colorpoint

Características da raça

Residência

Temperamento

Convivência

Cuidados básicos

Doenças comuns

Fotos de Ragdoll

Envie sua foto pra gente

Mais sobre Ragdoll

O ragdoll é um gato gigante conhecido mundialmente por sua docilidade e adoração pelos donos. Com angorás e sagrados da birmânia em sua ascendência, esta raça possui necessariamente lindos olhos azuis e um pelo extremamente denso, comprido e volumoso. Quieto, ele se adapta bem à vida em apartamentos e à convivência com crianças e outros animais.

Origem

O ragdoll (gato também conhecido como “boneca de pano” em vários lugares do mundo) foi especialmente desenvolvido nos Estados Unidos entre as décadas de 1950 e 1960. Gigante, seus primeiros exemplares foram cuidadosamente selecionados para apresentar esta característica, bem como seu temperamento dócil e amistoso.

 

A história da raça é uma das mais interessantes e começa com uma mulher chamada Ann Baker, que cruzou os seus dois gatos.  A Sra. Baker cruzou a sua gata branca de pelo longo (sem pedigree), Josephine, com o seu gato de aparência birmanesa.

 

A Josephine sofreu um acidente nos anos 60 e foi levada ao hospital veterinário da Universidade da California.  Depois de recuperar, a sua primeira ninhada, com o gato de descendência birmanesa, nasceu extremamente dócil.  Diferentemente de outras ninhadas, esses gatos ficavam com corpo mole quando alguém os pegava no colo.  As próximas ninhadas da Josephine nasceram com a mesma qualidade, incentivando a Sra. Baker a criar uma nova raça, chamada de ragdoll (tradução: boneca de pano).

 

A raça foi adotada por outros amantes e, depois, cruzada com outras raças de gatos para criar o ragdoll que conhecemos hoje. Dentre seus principais ancestrais, estão gatos angorá e sagrado da birmânia (com quem muito se parecem fisicamente, exceto pelo tamanho). Reconhecido como raça oficial somente no final da década de 1960, seu padrão é pouco abrangente, restrito a exemplares de olhos azuis e poucas marcações e cores, o que acabou originando outra raça, a ragamuffin (esta, em contrapartida, possui um padrão mais amplo).

Temperamento

Muito carente e dependente de seus donos, o ragdoll não gosta de ficar sozinho, precisando ter donos dedicados que tenham tempo suficiente para ficar com eles e lhes darem atenção. Adorador de colos, é comum que ele peça carinho até mesmo para estranhos, podendo ficar literalmente jogados grande parte do tempo.

 

O ragdoll é muito paciente e costuma se dar bem com crianças e outros animais, sendo bastante tolerante, como se fosse uma boneca (daí seu apelido). Nada agressivo, é raro que um ragdoll se defenda mesmo quando colocado em situações de risco.

 

O ragdoll é um gato quieto, o que o faz um excelente pet para quem vive em apartamentos, pois apesar de ser um gato grande, raramente mia ou faz barulhos exagerados. Basicamente, ele adora a calmaria e estar no colo de alguém.

Características físicas

Pelos padrões da raça, o ragdoll deve ser um gato de grande porte, pesado e musculoso, livre do acúmulo de gorduras (o que pode trazer consequência para o gato no futuro). No abdômen, porém, é comum que eles tenham uma “pancinha” aparente. Os machos, em especial, tendem a ser bastante grandes, sendo facilmente distinguidos das fêmeas ainda quando filhotes.

 

Sua orelhas são bem triangulares, proporcionais à sua cabeça, assim como seu focinho arredondado. Como dito anteriormente, seus olhos precisam, necessariamente, ser de cor azul, não sendo aceita nenhum tipo de variação (caso isso ocorra, o animal é considerado mestiço).

 

Seu rabo longo (quase atingindo o mesmo comprimento de seu corpo) deve ser repleto de pelos e sua pelagem padrão pode variar entre o colorpoint (como o siamês), o bicolor, o tigrado e o mitted (com “luvinhas” parecidas com a do sagrado da birmânia).

 

Na região do pescoço, ele possui um pelo mais denso do que no restante do corpo.

Cuidados

Seu pelo volumoso requer escovação diária, bem como tosa higiênica periódica a fim de evitar possíveis nós e problemas de pele. Também por ter uma pelagem muito abundante, é comum que o gato, ao se lamber, engula muitos pelos, ocorrendo episódios frequentes de vômito. Procure um veterinário para saber como melhor resolver esta questão.

 

Um ragdoll pode pesar cerca de 10 quilos, porém passar deste número pode acarretar obesidade e dores articulares. Sedentários por natureza, seus proprietários devem estimulá-los a realizar atividades físicas com regularidade.

 

Algumas linhagens de ragdoll possuem problemas cardíacos, renais e deficiência na produção de certas enzimas. Pesquise antes de adquirir um filhote!

 

 Foto: My ragdoll por Alexander M. Rodrigues / CC BY 2.0

Navege por outras raças de gatos

Mais sobre raças

Bom para apartamento

68% concordam x 32% discordam

Eu...