MENU

Próxima

Rottweiler

Próxima

Shih Tzu

Grupo da Raça (FCI): Cães de Companhia

País de Origem: Tibete

Data de Origem: Século VII

Altura: 23 - 28 cm

Porte: Pequeno

Peso: 2,5 a 8 kg

Tamanho do Pelo: Longo

Tipo da Pelagem: Macia, Lisa e Fina

Expectativa de Vida: 15 anos

Cor: preto, preto e branco, cinza e branco, ou castanho avermelhado e branco

Características da raça

Residência

Temperamento

Convivência

Cuidados básicos

Doenças comuns

Fotos de Shih Tzu

Envie sua foto pra gente

Mais sobre Shih Tzu

O shih tzu é uma das raças mais procuradas para serem cães de companhia, por sua fácil adaptação em apartamentos e com grandes cidades. Com tamanho entre pequeno, ele pode alcançar os 28 cm, na cernelha, e pesar até 8 kg, tanto machos quanto fêmeas. O pelo longo e liso, que pode vir em variadas cores, sendo o preto, o marrom e o branco os mais populares, costuma ser uma marca registrada do shih tzu, mas muitos criadores e donos optam por uma tosa mais baixa da pelagem.

 

Com uma tolerância média para ficar sozinho em casa, o shih tzu pode se adaptar no dia a dia de pessoas muito ocupadas e que trabalham fora o dia todo. Porém, são cães que gostam de companhia e necessitam de atenção e brincadeiras diárias para manter sua saúde física e mental. Outros animais podem ser ótimas companhias em casos como esses.

Origem

O shih tzu é originário do Tibete e seu nascimento é pautado por uma lenda muito conhecida no Oriente. Segundo a história, esse cão representa o amor entre uma princesa chinesa e um mongol (povo que predomina na região do Tibete) que, quando perceberam que nunca poderiam se casar e ficar juntos, por conta de uma longa briga que acontecia entre seus povos, cruzaram as duas raças que representavam seus países: o pequinês chinês e o lhasa apso tibetano, juntando, assim, as características positivas das duas culturas.

 

Sabe-se que o shih tzu vivia em templos de monges do Tibete e que era um cão muito retraído e assustado. Seu nome, que significa “ cão leão”, pode ter relação com sua pelagem abundante. No século XVII, alguns exemplares da raça foram dados ao imperador da China que, de acordo com algumas pesquisas, os mantinha no palácio como se os cães fossem reis, com cuidados próprios e nunca misturados a outras raças. Séculos mais tarde, o shih tzu se integrou às famílias ricas e começou sua popularização na China.

Por que a raça foi criada?

De acordo com a lenda citada, os shih tzus foram criados para simbolizar o amor. Além disso, os chineses já consideraram a raça como um amuleto de boa sorte. Os fatos mais concretos dizem que os shih tzus foram cães gerados para serem companhias de famílias ricas, principalmente as reais. Muito da sua pelagem condiz com esse acontecimento, já que a exuberância dos pelos conecta exatamente com a vistosidade que os bem afortunados procuravam em uma animal de estimação.

 

Em 1937, o shih tzu foi quase extinto, durante a invasão japonesa, porém, alguns criadores ingleses conseguiram salvar a raça. Ainda nos anos 30, um filhote de shih tzu foi entregue à Rainha Elizabeth, da Inglaterra, fazendo com que a raça se popularizasse na Europa e, mais tarde, em todo o Ocidente.

Temperamento

Os shih tzus são considerados um dos melhores cães de colo existentes, por serem calmos em geral e não tentar fugir dos braços dos donos. Muito apegados à família, eles costumam gostar de crianças e não têm problemas com outros animais, sendo dóceis e bem receptivos. O importante para garantir sucesso nesse aspecto é socializá-los quando ainda são filhotes e sempre com a supervisão de uma pessoa adulta.

 

É um ótimo cão de alerta e costuma latir quando percebe que algo estranho pode estar acontecendo, o que, algumas vezes, pode ser negativo, pela intensidade dos latidos. Ainda assim, de modo geral, o shih tzu não é um cão que gosta de latir. Em casos assim, para prezar o animal, a casa, à família e os vizinhos, é necessário ensinar alguns comandos para o shih tzu, precisando, às vezes, da ajuda de um adestrador profissional.

 

O shih tzu gosta de relaxar e de ficar deitado, não sendo um cão que necessita de muito exercício diário. Ao mesmo tempo, é necessário incentivá-lo a fazer exercícios e motivá-lo a se movimentar. Sua pouca necessidade de exercício não deve ser entendida no sentido de que ele não precisa caminhar. Como todos os cães eles precisam de caminhadas diárias, em momentos não tão quentes do dia, uma vez que elas são fontes importantes inclusive de estímulos mentais.

 

Como grande parte das raças pequenas, ele pode apresentar alguns problemas quanto aos latidos, que podem ser excessivos e precisam ser controlados com treinamento. Principalmente quando filhotes, os shih tzu podem ter medo e timidez de pessoas desconhecidas, especialmente ao serem colocados no colo. O importante, nesse caso, é deixar que o animal se habitue com a situação e cheire bastante a pessoa, para, logo, não estranhá-la mais.

Treinamento e adestramento

70º colocado no livro “A Inteligência dos Cães”, de Stanley Coren, o shih tzu não é um cão fácil de ser treinado e não possui um alto grau na escala de obediência. Por isso, é necessário que os ensinamentos comecem desde cedo, ainda quando o animal é filhote, por volta dos 5 meses de vida. A repetição dos exercícios precisa ser frequente, e, para que o shih tzu comece a compreender o que o dono quer ensinar, segundo Coren, são necessárias cerca de 40 repetições do comando, que devem ser feitas todos os dias, até o animal entender e conseguir seguir o comando. É normal o cachorro perder o foco com frequência, característica comum da raça, portanto, paciência precisa ser a regra número um na hora do adestramento.

Cuidados específicos

O shih tzu precisa de uma escovação constante nos pelos, para evitar o aparecimento de nós e para que a pelagem não incomode, ou até arranhe, os olhos do animal. Por isso, é comum ver shih tzus com os cabelos presos, na região da franja, evitando que eles caiam nos olhos. Por ser um cão que não caminha tanto e, na maioria das vezes, vive em apartamento, é necessário manter as unhas bem cortadas para não causar feridas nas patas ou dificultar a caminhada.

 

Os shih tzus são cães braquicefálicos, ou seja, possuem o focinho achatado, o que dificulta a respiração e pode causar alguns problemas de saúde no animal, que podem ir de infeccões a roncos. Manter as visitas ao veterinário em dia é muito importante para verificar o aparecimento ou evolução de qualquer doença. A raça também apresenta outros problemas comuns, que necessitam de cuidados, como infecções no ouvido, problemas periodontais, precisando de limpeza dentária regular, e tendência à obesidade, exatamente por ser um cão um pouco parado. Quanto a esse último aspecto, a dieta do cão precisa ser muito regrada, o que pede rações especiais e, principalmente, consultas periódicas ao veterinários, para sanar qualquer dúvida.

 

Estimular o shih tzu é de extrema importância e, quando incentivado, esse cão adora praticar exercícios. Para quem vive em apartamento, é importante passear com o cão todos os dias, ou, pelo menos, deixar uma grande quantidade de brinquedos para o animal, o que, na realidade, não extingue a necessidade de um passeio na rua.Os shih tzus têm olhos saltados e, por isso, precisam de uma atenção a mais. Deixar os olhos sempre limpos, usando lenços umedecidos, tira qualquer sujeira que pode ter se instalado na área ocular do animal. Além disso, é preciso cuidados com os lugares onde o shih tzu esbarra, pois ele pode, sem querer, machucar seus olhos.

Curiosidades

Há dois padrões de shih tzus: o americano e o europeu. No americano, o cão apresenta pernas mais altas e peito pequeno, com cabeça um pouco quadrada e olhos pequenos. Já o europeu tem pernas menores e dobradas, peito largo, cabeça redonda e olhos saltados e grandes. Alguns criadores, visando o lucro em cima das vendas de filhotes, costumam vender exemplares chamados de “ mini shih tzu”, porém, veterinários e especialistas da área alertam que esses cães não são criados dentro dos padrões e características da raça pura e buscam, apenas, atender pessoas que querem um cão cada vez menor.

 

O shih tzu pode viver até 16 anos, dependendo da linhagem do cachorro e também do estilo de vida que ele leva. Em relação a troca de dentes, nesses cães, ela acontece de maneira tardia, se comparada com outras raças: somente aos 4 meses de idade. Os filhotes de shih tzu nascem com o nariz rosa e com o redor dos olhos também sem pigmentação, o que deve mudar com até 45 dias de idade. Um shih tzu normal não nasce com os olhos azuis ou verdes e, quando isso acontece, é um indício de que o animal tem alguma mutação genética e é albino.

 

Na China, o shih tzu era considerado, pelo imperador, como cães que mereciam ser muito bem protegidos e, por isso, eram muito honrados e zelados pelo exército, alem de terem camas com lençóis de seda, no palácio imperial, e dividirem a mesa com o imperador.A fama de amuletos, dos shih tzus, nasceu dentro dos monastérios, onde eles viviam juntos aos monges e faziam companhia a eles.

 

A raça também é adorada por muitos famosos, que não cansam de exibir seus shih tzus em redes sociais e revistas. Atrizes como Nivea Stellman, Lilia Cabral e Katherine Heigl, além das cantoras Ivete Sangalo, Beyoncé e Demi Lovato, aparecem constantemente com os seus cães shih tzus. Um levantamento realizado por algumas entidades caninas verificou que o shih tzu é o cão mais presente nos lares brasileiros, devido ao seu companheirismo e fácil adaptação com diferentes lugares.

Navege por outras raças de cachorros

Bom para apartamento

68% concordam x 32% discordam

Eu...